Feira de Santana comemora 182 de emancipação: deputado feirense Carlos Geilson apresenta moção de congratulações

Deputado Carlos Geilson dos Santos Silva destaca aniversário do Município de Feira de Santana.

Deputado Carlos Geilson dos Santos Silva destaca aniversário do Município de Feira de Santana.

Como canta o feirense Carlos Pitta, “todos os caminhos levam a Feira de Santana”. E isso acontece desde muito antes de a cidade se transformar na metrópole que completa, nesta sexta-feira (18/09/2015), 182 anos de emancipação político-administrativa. E, para homenagear a segunda maior cidade do estado da Bahia, o feirense e deputado estadual Carlos Geilson, apresentou uma moção de congratulações na Assembleia Legislativa.

“Eu me sinto muito feliz em ter nascido na Feira de Santana e mais ainda por não ter tido a necessidade de me mudar. Aliás, minha felicidade é maior pelo fato da minha terra ter me dado a oportunidade de lutar pelo seu crescimento, pelo seu desenvolvimento. Primeiro como radialista e, mais recentemente, como político”, pontuou.

A história de Feira começou no século XVIII, quando o casal Domingos Barbosa de Araújo e Anna Brandoa ergueu, em suas terras, uma capela dedicada à sua santa de devoção, Senhora Sant’Anna. A propriedade rural se chamava Fazenda Sant’Anna dos Olhos D’Água, uma referência à santidade e às incontáveis nascentes d’água existentes na região naquela época, fontes naturais que até hoje “lutam” contra o poder destrutivo do homem.

Depois da construção da igrejinha, o local passou a ser ponto de parada obrigatório para os tropeiros que trafegavam indo e vindo do Porto de Cachoeira, a vila mais importante da Bahia na época e que era proprietária do território onde surgiu o município feirense. Os viajantes vinham do alto sertão baiano e de outros estados. Devido a esse fluxo contínuo, uma feira livre se formou nos arredores da capela, com destaque para o próspero comércio de gado. Com o grande número de famílias que passaram a morar na localidade, o simples povoado progrediu.

Transformado em vila no ano de 1832, o lugar foi denominado de Villa do Arraial de Feira de Sant’Anna, nome inspirado na feira livre e na santa que se tornou a padroeira local. A elevação à categoria de município foi realizada em 18 de setembro de 1833. Maior entroncamento do Norte/Nordeste e o segundo maior do Brasil, Feira de Santana cresceu e hoje é polo da mais nova Região Metropolitana da Bahia.

“Eu tenho todas as razões do mundo para ser apaixonado por essa princesa. Ela é generosa com seus filhos e também com aqueles que escolheram Feira de Santana como a terra natal adotiva. Comemoremos nosso aniversário como uma grande reunião da família feirense e convidando a compartilhar dessa felicidade todos aqueles que vieram de todas as partes do Brasil para somar com a gente na batalha do dia-a-dia, contribuindo com o nosso desenvolvimento”, ressaltou o deputado Carlos Geilson.

Outras publicações

Feira de Santana: vereador Pablo Roberto é intimado a depor por crime comum, e diz que é vítima de perseguição política Pablo Roberto: "só posso concluir que as motivações que levaram a montagem desta farsa que tenta me envolver, foram políticas.". Na manhã de 17 de f...
Audiência Pública sobre Transporte Coletivo de Feira de Santana evidencia incompetência da gestão municipal Audiência Pública sobre transporte público de Feira de Santana evidência crise no setor. Na manhã desta sexta-feira (18/07/2014) representantes públ...
Feira de Santana: peça ‘Hoje eu não tô Boa’ continua com temporada de apresentações Cartaz da peça '#HojeEuNãoToBoa'. O espetáculo “Hoje eu não tô Boa”, volta aos palcos feirenses nesta semana, com três apresentações, na quarta-feir...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br