Ex-presidente da OAB-BA Saul Quadros apresenta síntese da gestão e conclama categoria a um processo de mudança, afirmando que entidade “precisa ser renovada e oxigenada”

Saul Quadros conclama: "a OAB/BAHIA precisa ser renovada e oxigenada. Nada de comodismo, de negligentes ou de preguiçosos.".

Saul Quadros conclama: “a OAB/BAHIA precisa ser renovada e oxigenada. Nada de comodismo, de negligentes ou de preguiçosos.”.

O diretor e editor do Jornal Grande Bahia, Carlos Augusto, e os advogados Saul Quadros, Carlos Rátis, Antônio Menezes e André Marques. No encontro foi debatida a atual situação da OAB-BA e proposições para um processo de mudança na instituição.

O diretor e editor do Jornal Grande Bahia, Carlos Augusto, e os advogados Saul Quadros, Carlos Rátis, Antônio Menezes e André Marques. No encontro foi debatida a atual situação da OAB-BA e proposições para um processo de mudança na instituição.

Considerado um dos mais destacados advogados baianos, Saul Quadros Filho publicou no Jornal Grande Bahia, hoje (09/09/2015), artigo com o título ‘Austeridade: economia ou gastança?’. No texto, ele relata a experiência administrativa na presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado da Bahia (OAB/BA) no período de 2007 a 2009 e de 2010 a 2012.

Dentre os feitos citados pelo ex-presidente está o fato da entidade ter recuperado a capacidade de gestão financeira. Ele observa que quando assumiu a direção da OAB/BA existia déficit financeiro de R$ 7 milhões, e quando deixou a presidência, a entidade detinha em caixa cerca de R$ 10 milhões.

Motivado pelo  desejo de melhorar a prestação de serviço junto a advocacia estadual, Saul Quadros diz que as dificuldades não impediram a direção da OAB, liderada por ele, de promover diversas atividades no interior do estado e na capital. Ele relata a melhoria na infraestrutura com a inauguração e ampliação de equipamentos e serviços:

– Adquirimos quatro sedes para as Subsecções: Itaberaba, Feira, Vitória da Conquista e Ipiaú. Concluímos a construção das sedes de Teixeira de Freitas, Itamarajú e Brumado. Ganharam salas para os advogados as Cidades de Itabuna e Vitória da Conquista (Justiça Federal e Justiça do Trabalho), Ilhéus, Jacobina, Porto Seguro, Valença, dentre outras cidades.

 Ao concluir o artigo, Saul Quadros declara:

– Entregamos aos nossos sucessores uma entidade prestigiada, conceituada, respeitada. A OAB/BAHIA precisa ser renovada e oxigenada. Nada de comodismo, de negligentes ou de preguiçosos.

Eleições

A declaração de Saul Quadros pode ser lida como um apelo para que a categoria promova um processo de mudança na direção da entidade a partir do pleito a ser realizado em novembro de 2015. Nos bastidores comenta-se que o destacado advogado apoia o grupo liderado por Carlos Rátis.

Carlos Rátis é pré-candidato a presidência da OAB/BA, ele tem contado com o apoio de vários colegas. Segundo a assessoria, com o apoio da classe, Rátis pretende promover ciclo de transformações na entidade.

Perfil

Carlos Rátis é advogado há 16 anos e professor desde 2000, quando se tornou o professor mais jovem do país de uma Instituição Federal. É Mestre e Doutorando em Ciências Jurídico-Políticas pela Universidade de Lisboa (Portugal) e Pós-Graduado na UFBA, na USP, na Universidade de Trento (Itália) e na Universidade da Antuérpia/Bélgica. É professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da UFBA, da UEFS e da Faculdade Baiana de Direito. Possui inúmeros artigos científicos e livros publicados. Foi diretor-geral da Escola Superior de Advocacia da Bahia e Conselheiro Titular da OAB/BA (2007 a 2012). Atualmente, é Presidente do IAB – Instituto dos Advogados da Bahia e do IDCB – Instituto de Direito Constitucional da Bahia

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.