Em evento na UEFS, deputada Moema Gramacho critica projeto do BRT de Feira de Santana e propõe reformulação

“Qual cidade do mundo opta por passar o transporte de massa por áreas onde a densidade populacional é uma das mais baixas dentro do município?" Questionou Moema Gramacho durante seminário promovido na cidade através da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

“Qual cidade do mundo opta por passar o transporte de massa por áreas onde a densidade populacional é uma das mais baixas dentro do município?” Questionou Moema Gramacho durante seminário promovido na cidade através da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

A Deputada Federal Moema Gramacho (PT-BA) se posicionou contra ao atual projeto do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) de Feira de Santana, cidade a aproximadamente 115 km de Salvador. A declaração foi feita nesta sexta-feira (25/09/2015) durante a abertura do Seminário Constituição de Cidades Sustentáveis e Desafios Urbanos, realizado na cidade. O evento é promovido pela Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara, que tem como membro a parlamentar.

“Qual cidade do mundo opta por passar o transporte de massa por áreas onde a densidade populacional é uma das mais baixas dentro do município? Qual cidade do mundo optaria por derrubar centenas de árvores, que são a identidade do lugar, para passar ônibus, quando pode fazer opção de fazer artérias nas áreas adjacentes?”, questionou Moema, que defende uma reformulação no projeto, que não passa necessariamente por um BRT. Além disso, destacou que uma cidade que não tem PDDU não tem como aprovar projetos de mobilidade, o que é  a realidade de Feira conforme destacou a Profa. Dra. Nascelice Freitas.

O seminário foi realizado no auditório 1 da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), em parceria com o movimento de moradia Habitar do Sertão. Além de Moema, que é vice-líder da bancada do PT na Câmara, participam o evento o Deputado Estadual Zé Neto (PT), além de especialistas da UEFS, representante da Secretaria  Estadual de Desenvolvimento  Urbano e movimentos  sociais, além de estudantes de cursos  de graduação e pôs graduação.

O objetivo do seminário é debater e encontrar caminhos para os atuais problemas das grandes e médias cidades do país, nesse caso Feira de Santana, hoje a segunda maior cidade do estado, ficando atrás apenas de Salvador, com aproximadamente 615 mil moradores. O município é considerado um dos principais entroncamentos do país por ligar grandes rodovias federais. O evento foi aberto ao público.

“Precisamos inserir esse município nas discussões atuais de mobilidade urbana, planejamento urbano, segurança e geração de renda”, finaliza Moema. A deputada garantiu que irá solicitar informações  técnicas a CEF e ao Ministério das Cidades sobre o projeto do BRT em Feira e fazer uma audiência pública na CDU especifica sobre a questão

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br