Deputado critica a tentativa da volta da CPMF

Deputado Herzem Gusmão: "“A dinheirama gasta na Copa do Mundo com as arenas que são verdadeiros templos, construídas em cidades que não têm tradição no futebol, como Brasília ou Manaus, por exemplo, são exemplos da péssima administração da presidente Dilma.".

Deputado Herzem Gusmão: ““A dinheirama gasta na Copa do Mundo com as arenas que são verdadeiros templos, construídas em cidades que não têm tradição no futebol, como Brasília ou Manaus, por exemplo, são exemplos da péssima administração da presidente Dilma.”.

O deputado Herzem Gusmão (PMDB) criticou nesta terça-feira (15/09/2015) a decisão do governo de tentar recriar a CPMF para aumentar a arrecadação e cobrir o rombo do orçamento provocado principalmente pela corrupção e falta de gestão da administração federal. De acordo com o peemedebista, a conta chegou para os brasileiros.

“A dinheirama gasta na Copa do Mundo com as arenas que são verdadeiros templos, construídas em cidades que não têm tradição no futebol, como Brasília ou Manaus, por exemplo, são exemplos da péssima administração da presidente Dilma. Lá, foram gastos quase R$ 2 bi de investimentos para a construção do estádio Mané Garrincha. A conta chegou em forma de ameaça de faltar dinheiro para pagar os aposentados, já que o governo justifica que o retorno do imposto seria para pagar a Previdência”, analisa.

Para o parlamentar, a recriação da CPMF é uma tentativa de fazer com que os brasileiros paguem pelo rombo do desgoverno. “A consequência disso é o congelamento dos concursos e a falta de investimentos para a qualificação profissional. Um jornal aqui da capital noticiou que existe emprego, mas que falta mão de obra qualificada. Nós vemos que o governo está cortando esse tipo de investimento para o trabalhador brasileiro. A conta chegou com o desemprego em massa e atingiu até os programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida, e também o Bolsa Família, que anunciou um corte para 800 mil famílias. Além do corte no orçamento da União de R$ 26 bi, que vai afetar a saúde, a educação e segurança pública. Portanto, o Brasil está passando por um momento dificílimo, cuja responsabilidade é somente do governo federal”, disse.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br