Curso internacional é ministrado para policiais civis

Curso internacional para policiais.

Curso internacional para policiais.

Vinte e oito policiais civis baianos, entre delegados e investigadores, três peritos do Departamento de Polícia Técnica, além de 17 policiais civis de outros estados, iniciaram na manhã de ontem (31/08/2015), na sede da Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil (Coe), na área civil do Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, o Curso de Investigação de Homicídio, Ministrado por profissionais do Departamento de Polícia de Miami (MPD), a capacitação é resultado de uma parceria entre a Embaixada norte-americana e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

O diretor de Segurança Regional do Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, Kirby Rosenbluth, representando a Embaixada norte-americana, esteve presente à aula inaugural. Além da apresentação de cases de crimes registrados nos Estados Unidos, o curso, que segue até a próxima sexta-feira (4), também terá instruções práticas de como proceder durante a investigação de homicídios, principalmente nas primeiras 48 horas após o delito.

Entre os destaques apontados pelos detetives Freddy Ponce e Frankie Sanchez e pelo tenente Carlos Casttellanos, do MPD, está a importância da conservação da cena do crime. O trabalho conjunto entre os policiais civis e peritos, inclusive com o confronto de informações, também foi bastante explorado pelos instrutores.

“Não estamos aqui para ensinar aos policiais como conduzir as investigações, mas para promover um intercambio de informações. Iremos trocar experiências que contribuam para a elucidação mais rápida dos delitos”, disse Ponce.

Apesar das diferenças culturais e de perfil dos crimes, o coordenador do curso, delegado Evilásio Bastos Filho, afirmou que a capacitação representará uma grande ganho para os alunos. “Será uma semana de bastante conhecimento, em que os policiais poderão tirar dúvidas e até trazer casos para serem discutidos em sala de aula”, ressaltou.

Para o delegado paraibano Aldroville Grisi, já neste primeiro dia de curso, foi possível observar o quanto a polícia brasileira precisa aprender. “O respeito a cena do crime é algo que nós policiais e o brasileiro em geral têm que repensar. Os Estados Unidos usam um modelo diferente de policiamento, mas acredito que, fazendo adaptações, poderemos utilizar muitas de suas ferramentas”, declarou. Na quarta-feira, os alunos participaram de uma aula de procedimentos práticos, também na sede da Coe.

Vinte e oito policiais civis baianos, entre delegados e investigadores, três peritos do Departamento de Polícia Técnica, além de 17 policiais civis de outros estados participam nesta quarta-feira (2), às 8h, da parte prática do Curso de Investigação de Homicídio, ministrado por profissionais do Departamento de Polícia de Miami (MPD). Assim como nas matérias teóricas, as atividades ocorrerão na sede da Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil (Coe), na área civil do Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães. A capacitação é resultado de uma parceria entre a Embaixada norte-americana e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Outras publicações

Feira de Santana: diretor de Áreas Verdes Deodato Peixinho acusa secretário Ícaro Ivvin de ato de violência Gabinete do diretor de Áreas Verdes José Deodato Peixinho Filho arrombado. Gravação e fonte relatam que ato de violência partiu do secretário Ícaro I...
Em Feira de Santana, presidiários beneficiados com saída temporária do Dia dos Pais praticam assalto e trocam tiros com a polícia Policiais do GETO 65, que pertence à 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), flagraram um presidiário beneficiado com a saída temporária...
Senadora Lídice da Mata indica policial protetora das mulheres para receber homenagem do Senado Major Denice Santiago comanda a Ronda Maria da Penha. A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) fez, nesta quarta-feira (09/11/2016), a indicação do nome d...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br