Câmara Municipal de Salvador celebra ‘Dia Municipal do Radialista’ com sessão especial

Sessão especial na Câmara Municipal de Salvador celebra 'Dia Municipal do Radialista'.

Sessão especial na Câmara Municipal de Salvador celebra ‘Dia Municipal do Radialista’.

O Dia Municipal do Radialista foi comemorado na Câmara Municipal com uma sessão especial presidida pelo vereador Leandro Guerrilha (PSL), na noite desta quinta-feira (24/09/2015), no Plenário Cosme de Farias. Guerrilha é o autor do projeto que permitiu que a data voltasse a ser celebrada na capital baiana em 21 de setembro. A dia comemorativo da categoria foi mudado na gestão do ex-presidente Lula para 7 de novembro. O Projeto de Lei 8611/13, de autoria do vereador, foi aprovado em 22 de maio de 2014.

Para Leandro Guerrilha, radialista há mais de 20 anos, o rádio tem também uma função social. “Ser radialista é fazer política sem mandato. O rádio é o meio de comunicação mais consumido. Supera a TV no horário nobre e continua imbatível em tempos de Internet e aplicativos para celular”, afirmou. Ele também chamou atenção para a necessidade de se aprovar no Congresso Nacional o pleito do piso salarial. Outra bandeira do vereador, que ganhou destaque durante a sessão, foi a regularização das rádios comunitárias.

Guerrilha é autor do Projeto de Lei nº 185/2015 que visa a regulamentação das rádios comunitárias de linha modulada (alto-falantes). O vereador contou que um projeto similar já foi vetado pela prefeitura anteriormente e que o seu está sendo construído juntamente com a categoria. Uma audiência pública já foi realizada na semana passada para discutir a matéria. “Foi na Voz do Calabar que eu tive a minha primeira oportunidade como radialista. Sei da importância desse tipo de rádio dentro das comunidades carentes. Meu objetivo é apresentar este projeto de acordo com o que buscam os profissionais e visando também o melhor para a cidade”, destacou.

O presidente da Associação dos Profissionais em Comunicação (Apracom), Paulo Santos, também conhecido como Paulinho FP, avaliou a regulamentação como necessária e urgente. “Precisamos nos legalizar para captar recursos e atuar como empresa. Nós prestamos um importante serviço nas nossas comunidades e temos um papel diferente das rádios comerciais que estão presas a uma programação. Vivemos a rotina do bairro, noticiando o que acontece ali, dando voz aos problemas e também aos artistas e iniciativas locais”, declarou o dirigente da associação representa as rádios comunitárias.

O coordenador de Rádio da Secretaria Estadual de Comunicação (Secom), Edmundo Filho, destacou a atuação do vereador Leandro Guerrilha junto aos sindicatos e profissionais. “O rádio é a primeira e relevante rede social da contemporaneidade. Ele é a grande caixa de ressonância da sociedade brasileira. O radialista precisa usar toda sua criatividade para convencer o ouvinte da mensagem que deseja passar. Ele precisa informar, entreter e comunicar somente com a voz. Essa data é também um momento de celebrar e representar esse segmento”, destacou.

O coordenador do Sindicato dos Radialistas (Sinterp), Everaldo Monteiro, disse que este foi um ano difícil para a categoria diante do grande número de demissões. “Somos mais de 20 mil profissionais na Bahia. Convocamos o Estado e vereadores para juntos buscarmos um apoio para a categoria. No meu entendimento em momentos de crise é que se deve investir em comunicação”, destacou Monteiro.

A jornalista e repórter da TV Câmara, Liana Cardoso, foi convidada à mesa como representante das mulheres da categoria. “Apesar das dificuldades da profissão temos muito a comemorar. A quem está começando eu só peço respeito a quem está te ouvindo porque nós somos, acima de tudo, formadores de opinião”, declarou.

Também participaram da mesa, o diretor da Rádio 100, André Spínola, o diretor da Rádio Tudo FM, Almir Santana e o mestrando em Saúde, Ambiente e Trabalho e especialista em Voz, Rafael Cabral.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br