Boa alimentação e exercícios físicos devem ser incentivados desde a infância

Crianças devem ser incentivadas desde a infância.

Crianças devem ser incentivadas desde a infância.

Introduzir verduras e legumes na alimentação das crianças às vezes pode ser uma luta constante. Na hora de escolher a comida, elas acabam preferindo os sucos de caixinha, hambúrgueres, doces e refrigerantes. No entanto, os pais precisam ficar alerta, pois a cada ano, mais crianças ficam obesas e desenvolvem problemas de saúde por conta do excesso de peso. Estudos apontam que o risco de uma criança obesa se tornar um adulto obeso é de 40%.

Já o adolescente obeso se torna um adulto obeso em 80% dos casos, ou seja, o dobro se compararmos a uma criança. Por isso, é importante ter muita atenção na alimentação e no sedentarismo! Quando a alimentação da criança é pobre em nutrientes, ela pode ter anemia, falta de cálcio, colesterol alto, além de outros problemas. A falta de cálcio reflete no déficit de crescimento, déficit de desenvolvimento, maior chance de obesidade e osteoporose. “É recomendado em torno de 1300mg de cálcio ao dia, ou seja, três porções de derivados lácteos (iogurte, leite e queijo, por exemplo).

O cálcio também está presente nas folhas verdes escuras, brócolis, repolho, espinafre. Além do cálcio, é importante consumir também o ferro, encontrado principalmente na carne vermelha”, explica a nutricionista Sara Frediani, da Hammer Academia. Aliado aos bons hábitos alimentares, os pais devem sempre pensar nos benefícios da atividade física. Além de fazer a criança se mexer e sair do sedentarismo, os exercícios ajudam a emagrecer. Isso reflete no colesterol, risco de diabetes, risco cardiovascular, risco de câncer e também melhora o humor, concentração e estado de alerta. Estudos mostram que 90% dos filhos de pais ativos também são ativos. Até os 14 anos é recomendado que a criança faça diversas modalidades esportivas para desenvolver o repertório motor.

A Organização Mundial da Saúde recomenda 2 horas/dia de exercícios para crianças de até cinco anos e 1 hora/dia para crianças e adolescentes até os 17 anos. Esse tempo deve ser distribuído ao longo da rotina diária. “Muitos adolescentes, depois de começar a fazer esportes, conseguem manter um peso adequado. E os pais devem dar o bom exemplo sempre, desde cedo”, explica Mateus Riccio, coordenador da Hammer Academia.

Outras publicações

Salvador recebe II Congresso Acadêmico de Urgências e Emergências da Bahia Congresso discute urgências clínicas e cirúrgicas em Salvador. Salvador recebe nos próximos dias 2 e 3 de dezembro de 2016, sexta-feira e sábado, o ...
Unidade de saúde de Feira de Santana intensifica atendimentos para chamar atenção do homem Servidores do município de Feira de Santana palestram sobre a campanha 'Novembro Azul'. Aos 60 anos, Paulo Aloísio da Silva, 60 anos, nunca fez o ex...
Estudo aponta que a capacidade de cada indivíduo para a prática de exercícios está relacionada com a personalidade Estudo aponta que a capacidade de cada indivíduo para a prática de exercícios está relacionada com a personalidade. Um estudo publicado na revista c...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br