Bahia potencializa cadeia produtiva da abelha através da pesquisa

Laboratório da Seagri produz estudos sobre apicultura.

Laboratório da Seagri produz estudos sobre apicultura.

As pesquisas produzidas no Laboratório de Abelhas (LABE), do Centro Tecnológico da Agropecuária do Estado da Bahia (Cetab), potencializam a cadeia produtiva do mel na Bahia, evidenciando a forte tendência para agroindustrialização dos produtos das abelhas e a ampla receptividade no mercado. Esses produtos são de origem natural e extremamente nutritivos, a exemplo do pólen de abelhas, que possui grande concentração de proteína, com potencial para ser utilizado pela indústria de suplementação alimentar. Os estudos com o mel, o pólen, o própolis e o extrato de própolis, comprovam diversas propriedades farmacológicas, atraindo também a atenção de indústrias como as de medicamentos e cosméticos.

“A Bahia tem potencial para produzir em larga escala todos os produtos das abelhas, porque possui mercado e demandas que emergem das indústrias. Os resultados das pesquisas realizadas no Cetab incentivam a produção com qualidade e o consumo desses produtos pela população baiana. Existem trabalhos acadêmicos produzidos no laboratório e publicados, que comprovam que o pólen possui propriedades antioxidante, cardiotônicas, entre outras”, explicou a bióloga, responsável pelo LABE Marília Melo, ressaltando que o mel e o própolis são comumente utilizados em tratamentos de doenças de medicina alternativa.

Na Bahia, a produção mais comum é de abelhas do tipo Apis Mellifera, introduzida no Brasil ainda no período colonial. No entanto, a criação de abelhas nativas, as Meliponas, mais conhecidas como abelhas sem ferrão (ASF), ainda é pouco difundida no Estado, apesar de possuir grande potencial no mercado, com mais de 300 espécies identificadas no País, de grande importância ecológica e pela qualidade dos seus produtos. Com as pesquisas realizadas foi possível conduzir projetos no sentido de valorizar a tradição de produzir essa espécie. “A Apis tem capacidade de adaptação em ampla diversidade de ambientes e produz grande quantidade de mel, por isso os produtores se sentem mais atraídos a criá-las, mas o mel da abelha sem ferrão, além de possuir valor agregado muito maior na comercialização dos produtos das abelhas, tem grande potencial de mercado”, afirmou Marília Melo.

A farmacêutica Alvanice Lins, subchefe do Cetab, defendeu recentemente em sua dissertação de mestrado que “o pólen das abelhas sem ferrão é um produto natural que vem se destacando por suas propriedades terapêuticas e nutricionais”. O estudo teve o objetivo de determinar o teor de compostos fenólicos (grupo de antioxidantes que combatem o envelhecimento celular – radicais livres), flavonoides (compostos químicos que possuem diversos benefícios para a saúde do corpo humano) e o potencial antioxidante das amostras de pólen de abelha Melipona scutellaris, oriundas de meliponários localizados no Litoral Norte da Bahia, além de avaliar a aceitabilidade como suplemento alimentar.

O laboratório

O laboratório de abelhas oferece serviços de análises físico-química de méis e pólen, com baixo custo, sendo que própolis e extrato de própolis está em fase de implantação. Além disso, realiza também pesquisas sobre a caracterização físico-química, nutricional e terapêutica de produtos das abelhas e desenvolve tecnologia para o beneficiamento por refrigeração para mel e pólen, com baixo custo.

O LABE possui norma de qualidade NBR/ISO 17025, sendo habilitado a emitir laudos de análises de mel. Após entrega do laudo, o laboratório está à disposição dos produtores para maiores esclarecimentos e possíveis soluções de eventuais problemas encontrados no produto, explica a bióloga do Cetab, Silva Petitinga. As análises atendem a oito parâmetros exigidos pelo Ministério da Agricultura (MAPA), identificando por meio das análises físico-químicas os teores de umidade, acidez, Hidroximetilfurfural (HMF), sólidos e atividade diástica.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia: Deputado Carlos Geilson lança campanha em Feira de Santana com presença da chapa majoritária Deputado Carlos Geilson pautou mandato na defesa dos direitos sociais da papulação baiana. Carlos Geilson lança sua campanha para deputado estadual ...
Exportações crescem 46,8% no primeiro semestre deste ano A Bahia apresentou, no primeiro semestre deste ano, uma expansão de 46,8% nas exportações em relação ao mesmo período de 2009. Na comparação entre jun...
“Nordeste dará um salto a partir de 2015”, garante governador eleito da Bahia Rui Costa: “O Nordeste hoje está em um novo patamar, contudo, para superar as décadas de descaso, é preciso tomar medidas que acelerem os avanços”. ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br