Alunos da FTC ensinam práticas de manipulação de lixo orgânico nas feiras livres de Feira de Santana

Alunos da FTC ensinam práticas de manipulação de lixo orgânico nas feiras livres.

Alunos da FTC ensinam práticas de manipulação de lixo orgânico nas feiras livres.

A rotina dos comerciantes da feira livre do bairro Tomba não foi a mesma sábado passado. Entre uma venda e outra, eles receberam orientações sobre a destinação adequada do lixo orgânico, que é produzido em grande quantidade no local, de alunos do curso Técnico em Meio Ambiente da FTC Feira, desenvolvido por meio do Pronatec. O projeto, cuja ideia é difundir boas práticas na manipulação dos alimentos, faz parte do trabalho de final de curso e tem a participação de cinco professores.

As ações desenvolvidas pelos alunos, conforme explica o professor Alano Durães, não consistem apenas ao trabalho educativo junto aos feirantes. “Eles também são responsáveis pela construção de lixeiras para acondicionamento seletivo dos resíduos, feitas com aproveitamento de caixotes da própria feira, e composteiras, com utilização de paletes”, explica. As técnicas de compostagem podem são fundamentais para aproveitamento das sobras de frutas, legumes e verduras na produção de adubo natural.

“Na compostagem não devem ser usados resíduos de frutas cítricas, nem carne de qualquer tipo, porque decompõem e atraem insetos”, ensinou, com bastante propriedade, o aluno Felipe Ângelo, 19 anos, lembrando ainda que a terra deve ser revolvida a cada dois dias e acrescentada pequena quantidade de água. E Poliana Oliveira, 20 anos, explicou porque: “Por causa do líquido que fica embaixo da terra, que chamamos de chorume do bem”. Além disso, a temperatura aumenta e a água repõe o que perde, complementa o professor Vinícius Mendes.

A ação foi bem recebida não somente pelos feirantes, como também por moradores do bairro, que aproveitaram para reivindicar mais investimento por parte do poder público na manutenção do espaço da feira. “O trabalho dos estudantes é muito bom, mas a Prefeitura Municipal tem que dar suporte, só há um coletor de lixo”, disse o morador José da Silva. A feirante Valdinez Oliveira não somente gostou da ideia, como já faz compostagem em casa. “É fácil e depois ainda temos o adubo”, afirmou.

Mas se os alunos ensinaram também aprenderam durante a visita à feira do Tomba. O vendedor de bananas Joaquim dos Santos explicou a importância do amadurecimento natural da fruta e os efeitos causados pelos produtos que aceleram esse processo. Essa troca de informações e experiências é o ponto alto do projeto, na avaliação do diretor da FTC Feira, professor Cristiano Lôbo, que presenciou a ação dos estudantes. “Essa prática fortalece o compromisso socioambiental da instituição, que é inerente à educação”, destacou.

O projeto nas feiras livres da cidade é resultado de uma parceria da FTC com o Núcleo do Cuidar Cuidado (Nupec) da Universidade Estadual de Feira de Santana e envolve também o curso Técnico de Enfermagem, que se ocupa da parte da saúde, realizando teste de glicemia capilar e aferição de pressão arterial. De acordo com a professora Carmem Liêta Ressurreição dos Santos, as ações abrangem os aspectos das condições de saúde e de trabalho dos feirantes.

Segundo ela, o projeto surgiu a partir de dados de uma pesquisa feita pela UEFS que indicou a alta incidência de hipertensão, diabetes e alcoolismo, bem como a baixa cobertura vacinal entre os feirantes. Para Liêta, um dos pontos positivos da prática é a resposta à comunidade, aliada à interação entre as redes de ensino pública e privada. A professora Hayana Leal Barbosa, coordenadora do curso de Enfermagem, também destaca a importância do projeto para a prática profissional.

Outras publicações

UEFS: Seminário debate políticas públicas para a Educação do Campo Cena II Seminário Internacional de Educação no Campo. Evento ocorreu na Uefs. Prosseguem até este sábado (05/09/2015), no Campus da Universidade Est...
Mais Futuro irá recrutar três mil aprendizes no interior do estado da Bahia Estudantes de escolas públicas do interior do estado, entre 14 e 22 anos incompletos, devem se preparar. A Secretaria da Administração (Saeb) e as Vol...
Ciência sem Fronteiras abre nova chamada em outubro Brasil investe no desenvolvimento científico. O governo federal vai abrir nova chamada, em outubro, para estudantes que desejam participar do Progra...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br