Vereadores debatem crise no transporte público de Feira de Santana

Pablo Roberto: "Nós não escondemos de ninguém o problema que o transporte público enfrentou nos últimos anos. É antiga essa história e, desde que comecei a acompanhar as questões da cidade, nunca ouvi elogios ao transporte, mas agora chegamos num momento em que precisamos acreditar em melhorias para nossa cidade. Queremos neste momento falar do que vai acontecer a partir de agora”.

Pablo Roberto: “Nós não escondemos de ninguém o problema que o transporte público enfrentou nos últimos anos. É antiga essa história e, desde que comecei a acompanhar as questões da cidade, nunca ouvi elogios ao transporte, mas agora chegamos num momento em que precisamos acreditar em melhorias para nossa cidade. Queremos neste momento falar do que vai acontecer a partir de agora”.

Para Pablo, população está confiante no Governo em relação ao transporte

No uso da tribuna, na manhã desta segunda-feira (24/08/2015), na Casa da Cidadania, o vereador Pablo Roberto (PMDB) também explanou sua posição em relação à atual situação do transporte público em Feira de Santana. O peemedebista disse não ter dúvidas de que a população acredita que o Governo Municipal está buscando a melhor maneira de solucionar o problema.

“Ouvi aqui importantes debates sobre o transporte público e o BRT. Nós não escondemos de ninguém o problema que o transporte público enfrentou nos últimos anos. É antiga essa história e, desde que comecei a acompanhar as questões da cidade, nunca ouvi elogios ao transporte, mas agora chegamos num momento em que precisamos acreditar em melhorias para nossa cidade. Queremos neste momento falar do que vai acontecer a partir de agora”, pontuou.

Para Pablo, o prefeito deu uma demonstração de que se preocupa com a cidade e teve a coragem de fazer uma licitação com vários imbróglios em busca de dias melhores para Feira de Santana.  “Não cedeu às chantagens e contratou outras empresas. Isso é atitude de quem quer avançar e melhorar. Vamos ter calma e aguardar”, pediu.

Em aparte, o vice-líder do Governo, vereador Marcos Lima (PRP), ratificou que o prefeito está agindo dentro da legalidade. “A licitação foi feita e as empresas vencedoras terão que cumprir o que está no contrato. Serão 270 ônibus novos e  a população não precisará mais esperar por ônibus por uma hora. Teremos mais qualidade no serviço”, garantiu.

Também em aparte, o edil Edvaldo Lima (PP) disse que o prefeito deveria ter rompido com o contrato assim que percebeu que as empresas antigas estavam descumprindo algum item contratual. “Mas, preferiu deixar chegar onde chegou”, disse.

Para finalizar, Pablo afirmou que o Governo Municipal está adotando todas as medidas para resolver a questão, e está fazendo isso de forma tranquila e com muito diálogo. “O Governo se coloca à disposição da população e sei que ela está no aguardo da solução”, disse.

Beldes repercute debate sobre transporte público

Em discurso no horário do grande expediente da Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (24), o vereador petista Beldes Ramos repercutiu a atual situação do transporte coletivo na cidade de Feira de Santana e atribuiu a culpa ao Governo Municipal.

“Ouvi atentamente alguns pronunciamentos e debates em relação à paralisação do transporte. Feira está em seu nono dia sem transporte. A 2ª maior cidade do Nordeste, com atribuições de capital, vive um caos que não foi surpresa, haja vista que muitos debates foram realizados neste sentido. O transporte está sucateado, os transbordos abandonados, pontos sem guaritas. Uma cidade que depende do transporte público e não tem este serviço que é assegurado pela Constituição Federal”, avalia Beldes.

Em sua opinião, o Governo do Município é o grande responsável pelo caos no transporte público.  “Algumas falas direcionaram a culpa aos motoristas e às empresas. Mas, a culpa não é deles, e sim de quem responde pela cidade, de quem os contrata, que é o chefe do Poder Executivo, José Ronaldo de Carvalho. Ele trouxe para Feira de Santana um prejuízo de 50% no comércio e o não funcionamento de algumas escolas. Quantas não estão funcionando porque os funcionários não têm como se deslocarem? O Governo permitiu que as empresas de ônibus chegasse onde chegaram”, disse o petista.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) informou que o Ministério Público determinou, no dia 20 do mês corrente, que o Governo colocasse nas ruas 30% da frota em 24 horas, para que a população não fosse prejudicada, mas, segundo o oposicionista, a ordem judicial não foi atendida pela Prefeitura.

Também em aparte, o líder do Governo na Casa, José Carneiro Rocha (PSL), disse que o colega Beldes tem razão em quase tudo que disse. “Mas, não pode deixar de reconhecer que o Governo Municipal se preocupou com a situação. O Município, ao longo dos anos, vem tentando fazer licitações para o transporte e sempre esbarra em ações judiciais. O vereador Edvaldo Lima deturpa demais os pronunciamentos. E mentiu de novo quando afirmou que eu disse que o povo estava aplaudindo a paralisação dos ônibus”, afirmou.

De volta com a palavra, Beldes declarou que também concorda com  quase tudo que  o líder falou, mas lembrou que já são quase 20 anos que a cidade vive um “caos” no transporte público. “Uma das questões que o vereador Edvaldo mais levantou foi o monopólio das empresas e deu no que deu. Se tivéssemos mais empresas com capacidade de oferecer ao cidadão serviço de qualidade não chegaríamos onde chegamos, e quem está pagando o pato é o povo de Feira. O povo tem muita paciência com tudo que acontece. Espero que essas novas empresas prestem um serviço de qualidade”, anseia.

José Carneiro volta a se pronunciar sobre transporte público

O transporte público de Feira de Santana voltou a ser tema de discurso do líder do Governo, José Carneiro Rocha (PSL), na sessão ordinária da Câmara Municipal, desta segunda-feira (24).

Após o vereador Edvaldo Lima (PP) criticar a retirada de árvores da avenida Getúlio Vargas para implantação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus),  José Carneiro argumentou que quando foi implantado o BRT de Belo Horizonte 300 árvores tiveram que transferidas para outro local e, em Curitiba, mais de 180.

“Em Feira não pode nem tem como se implantar o BRT sem também transferir essas árvores para outro local, mas o ambientalista Edvaldo Lima deve ter consciência disso, ele é defensor mesmo do meio ambiente e conhece profundamente esse assunto”, ironizou.

Na sequência, o líder governista informou que já estão em Feira de Santana 70 ônibus para atender o contrato emergencial firmado entre a Prefeitura e as empresas que venceram a licitação do transporte coletivo urbano.

“Já estão prontos para rodarem a qualquer momento, só que surgiu um burburinho na imprensa e nas redes sociais de que o Sindicato dos Rodoviários não está permitindo que os funcionários da Princesinha e 18 de Setembro possam trabalhar de forma emergencial”, disse.

Ele acrescentou: “inclusive, tem um áudio de supostos membros do Sindicato, senhor Lima e Cleomar, que inclusive falam em nome de Vossa Excelência (Nery), que incita ou orienta os motoristas e cobradores das empresas a não começarem o trabalho. Se isso for verdadeiro, eu não posso me calar”, declarou José Carneiro, pedindo uma explicação do vereador  e presidente do Sintrafs, Alberto Nery (PT).

David Neto diz que passageiros preferenciais nem sempre são respeitados

Em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (24), o vereador David Neto (PTN), após parabenizar o prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) por este ter realizado um contrato emergencial com as novas empresas que irão operar o transporte coletivo urbano de Feira de Santana, em virtude da falta de circulação de ônibus há mais de uma semana, chamou atenção para a importância dos direitos dos passageiros preferenciais.

Em sua opinião, idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida nem sempre são respeitadas no transporte público. Partindo desse pressuposto, ele anseia que as novas empresas do setor contratem funcionários que “amem a profissão” e respeitem os direitos dos cidadãos.

“Porque, muitas vezes, vocês escolhem algumas pessoas, vão através da política, vão pela emoção, e botam um cidadão lá que só quer o emprego, um cidadão que passa pelo ponto de ônibus, ver um idoso, um cadeirante, e não para. Quando se coloca aqui que as empresas têm que garantir 100% das pessoas das antigas empresas, eu acho que primeiro deveria fazer uma inspeção em todos os motoristas, cobradores, em todos os funcionários, antes da contratação”, declarou David Neto.

Ele disse que tem conhecimento de que chegaram 60 ônibus para Feira de Santana, mas ainda os veículos não estão circulando porque os motoristas não querem trabalhar. “Quantas pessoas estão desempregadas querendo trabalhar? Empregam os que querem, eu estou com três currículos ali, um é de um evangélico, que ama Deus e ama o povo. Vamos empregar essas pessoas; se os outros não querem trabalhar, dá o emprego a quem quer, que eu garanto que vai contribuir certinho com o Sintrafs”.

Para o líder do Governo, vereador José Carneiro (PSL), a responsabilidade pelo desrespeito aos usuários preferenciais no transporte coletivo é das empresas. “Os responsáveis por isso não são os motoristas não, eu acho que são os empresários, porque na época da R.S. Silva se o motorista deixasse de cumprir determinação da empresa era primeiro advertido e, em caso de reincidência, demitido. Se hoje fazem isso, devem ter a complacência da gerência da empresa”, observa.

Novamente com o uso da palavra, David Neto afirmou que “tem motorista que trabalha também muito nervoso, estressado, que sai botando o ônibus por cima de tudo, querendo pular por cima de tudo. Existem lá bons motoristas também, mas deve aproveitar o momento e reciclar: o que for ruim, manda procurar emprego em outro local, o que for bom, se aproveita”, pontuou.

Outras publicações

Prefeitura de Feira: Concurso para escolha da marca oficial da Micareta está disponível na Internet. Leia esta e outras notícias da PMFS Os interessados em participar do concurso para a escolha da marca oficial da Micareta de Feira de Santana já podem adquirir o formulário de inscrição ...
Leonardo Pedreira lançada pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana Cartaz pré-candidatura Leonardo Pedreira. O historiado Leonardo Pedreira lança pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana pelo Partido da Causa ...
Inscrições abertas, pela Polícia Militar de Feira, para realização de concurso interno de Formação de Sargento A Polícia Militar deu início hoje (04/10/2010) e segue até o dia (19/10) deste mês a abertura do Processo Seletivo para o preenchimento de 220 vagas p...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br