Vereador critica Comissão de Licitação da Prefeitura de Feira de Santana

Alberto Matos Nery: “Eu venho mais uma vez a esta tribuna falar sobre essa questão do imbróglio do transporte de Feira de Santana. Em minha opinião, está virando um caso de polícia".

Alberto Matos Nery: “Eu venho mais uma vez a esta tribuna falar sobre essa questão do imbróglio do transporte de Feira de Santana. Em minha opinião, está virando um caso de polícia”.

O líder da bancada de oposição, vereador Alberto Nery (PT), utilizou a tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (11/06/2015), para se reportar mais uma vez sobre a licitação da Prefeitura Municipal de Feira de Santana que visa à contratação de empresa para operar o sistema de transporte coletivo urbano.

“Eu venho mais uma vez a esta tribuna falar sobre essa questão do imbróglio do transporte de Feira de Santana. Em minha opinião, está virando um caso de polícia essa queda de braços das empresas e o poder público de Feira de Santana. E eu tenho dito sempre aqui que quando se age de forma incoerente e incompetente paga-se um preço muito alto, e está aí comprovado que a Comissão de Licitação, nomeada pelo prefeito de Feira de Santana, tem demonstrado no decorrer do processo a sua incompetência”, disse o petista.

Nery salientou que estiveram no município diversas empresas tentando participar do processo licitatório do transporte coletivo urbano. “A meu ver, quanto mais empresas participam, isso fortalece a disputa, enriquece essa luta pela questão do transporte, valoriza o processo licitatório”.

O oposicionista acrescentou: “mas a Comissão de Licitação, não tendo o zelo de observar esses agravantes, permitiu que duas empresas – uma de Guarulhos e outra de Campinas – se habilitassem ao processo licitatório, onde havia alegações de empresas que estavam participando de que o balancete era fraudulento. Ora, o que quer dizer isso? Se uma empresa frauda um balanço para participar do certame, imagine o que essa empresa é capaz de fazer? Ela é capaz de fraudar um balancete para tornasse habilitada no processo”.

Alberto Nery afirmou que duas empresas “sérias” foram desclassificadas do processo licitatório. Uma delas, segundo ele, é a Transoares, “que botou no balancete seu capital real (R$ 10 milhões), mas a Comissão não teve o zelo de observar a seriedade e a qualidade do seu serviço prestado e desabilitou a empresa. A Comissão pegou outra que tinha um capital abaixo um pouco do exigido e também desclassificou”, criticou o edil.

De acordo com o petista, a Comissão de Licitação habilitou uma empresa no certame sem observar esses agravantes. “E hoje está pagando um preço alto, porque o processo licitatório foi suspenso”, ressaltou.

O vereador Nery, que também é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Feira de Santana (Sintrafs), finalizou o discurso, se colocando  à disposição para sentar com algum representante do poder público municipal, a fim de encontrarem uma forma de resolver a questão da garantia do emprego e dos direitos trabalhistas da categoria no sistema de transporte coletivo urbano da cidade.

Outras publicações

INEMA deverá apurar denúncia contra empresa Sustentare, afirma vereador feirense Marcos Lima Marcos Lima afirmou que a Comissão não tem condições técnicas para avaliar se a Sustentare está ou não degradando o meio ambiente. Disse que o Instit...
Decisão do STF pode deixar o suplente de vereador Maurício Carvalho sem mandato e trazer três novos nomes a cena política feirense José Carneiro Rocha do PDT, assume suplência deixada por Gerusa Sampaio. A regra que permitia que o suplente da coligação eleitoral tomasse posse fo...
Centro de Feira de Santana invadido pelos barraqueiros A maior cidade do interior da Bahia e uma das maiores do norte e nordeste do País, possui um comércio invejável, um Parque Industrial e um Centro de A...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br