Standard & Poor’s coloca 30 empresas brasileiras em perspectiva negativa

Após mudar a perspectiva de nota do Brasil de estável para negativa, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s também fez na quinta-feira (29/07/2015) a alteração para 30 empresas e 11 instituições financeiras brasileiras.

A agência manteve as notas das empresas e mudou somente a perspectiva, assim como fez com a nota de crédito em moeda estrangeira do Brasil no longo prazo, que permanece em BBB-. O país manteve o grau de investimento, ou seja, continua sendo considerado seguro para investidores, mas pode ter a nota rebaixada no futuro.

A mudança para as empresas brasileiras é consequência dessa alteração de perspectiva de nota do Brasil.

Ontem (28), a agência informou em comunicado que houve “uma correção significativa de política durante o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff”, mas, mesmo assim, “o Brasil enfrenta circunstâncias políticas e econômicas desafiadoras”.

>> Veja a lista de instituições financeiras e empresas:

Instituições financeiras

– Banco Bradesco S.A.;

– Itaú Unibanco Holding S.A.;

– Itaú Unibanco S.A.;

– Banco Citibank S.A.;

– Banco do Brasil S.A;

– Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.;

– Banco Santander (Brasil) S.A.;

– Banco do Nordeste do Brasil S.A.;

– BM&FBovespa S.A-Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros;

– Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES);

– Caixa Econômica Federal.

Empresas

– AmBev – Companhia de Bebidas das Américas;

– Atlantia Bertin Concessões S.A. (AB Concessões) e subsidiárias,

– Rodovia das Colinas S.A. e Triângulo do Sol Auto-Estradas S.A.;

– Arteris S.A. e sua subsidiária, Autopista Planalto Sul S/A.;

– Braskem S.A.;

– CCR S.A. e subsidiárias, Autoban – Concessionária do Sistema Anhanguera Bandeirantes S.A., Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S.A., e Rodonorte Concessionária de Rodovias Integradas S.A.;

– Companhia Energética de São Paulo (Cesp);

– Companhia de Gás de São Paulo (Comgás);

– Companhia Energética do Ceará (Coelce);

– Duke Energy International Geração Paranapanema S.A. (Duke);

– Ecorodovias Concessões e Serviços S.A. e  Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A.;

– Elektro Eletricidade e Serviços S.A. (Elektro);

– Eletrobrás – Centrais Elétricas Brasileiras S.A.;

– Globo Comunicação e Participações S.A. (Globo);

– Itaipu Binacional;

– Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (Multiplan);

– Net Servicos de Comunicação S.A. (Net);

– Samarco Mineração S.A.;

– Tractebel Energia S.A.;

– Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (Taesa);

– Ultrapar Participações S.A. (Ultrapar);

– Votorantim Participações S.A. e as subsidiárias, Votorantim Industrial S.A. e Votorantim – Cimentos S.A.

*Com informação da Agência Brasil

Outras publicações

Prévia da inflação passa de dois dígitos e chega a 10,28% em 12 meses Poder de compra do real é reduzido com processo inflacionário e desvalorização cambial. Com a alta de preços dos combustíveis e dos alimentos, a pré...
Entra em vigor decreto que facilita participação de microempresa em licitações Entra em vigor decreto que facilita participação de microempresa em licitações. Está em vigor o decreto que estabelece incentivos para a participaçã...
Legião da Boa Vontade promoverá, em 26 de março, o 8º Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus Com foco no tema “Boa Vontade para mudar os hábitos”, a Legião da Boa Vontade promoverá, em 26 de março, o 8º Fórum Internacional dos Soldadinhos de D...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br