SSP Bahia e Febraban se reúnem para definir ações preventivas

Secretário Maurício Teles Barbos coordenou reunião com a Febrabran.

Secretário Maurício Teles Barbos coordenou reunião com a Febrabran.

Atendendo a uma antiga reivindicação da Secretaria da Segurança Pública, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) participará da divisão de tarefas, para evitar ou, pelo menos, dificultar ataques às agências de estabelecimentos bancários no estado.

Na manhã desta quarta-feira (12/08/2015), o secretário Maurício Teles Barbosa se reuniu, na sede da SSP, com o diretor de Operações e Negócios da Febraban, Leandro Vilain, quando discutiram a presença da entidade na prevenção e repressão a assaltos a bancos, notadamente no interior, onde a prática é mais recorrente.

Apesar da queda no número de arrombamentos (tentados e consumados) à terminais de autoatendimento entre 2014 e 2015, no período de 1º de janeiro a 9 de agosto, quando foram registradas 142 e 134 ocorrências respectivamente, Barbosa destaca a importância da ajuda da instituição para reduzir ainda mais o número de casos.

“Não é apenas da SSP a responsabilidade de cuidar para que não aconteçam novos registros. Os bancos e os municípios também devem entrar em ação, dentro das suas áreas de atuação. Para o secretário, a instalação de itens de segurança e a mudança de caixas eletrônicos para equipamentos mais modernos são medidas que devem ser adotadas pelos bancos. “Já ficou comprovado que há terminais mais difíceis de serem acessados”, ressaltou.

Disse ainda que há, em andamento, inúmeras operações de inteligência com o objetivo de desarticular quadrilhas especializadas neste tipo de crime, “sem descartar, entretanto, a importância da prevenção, que deve começar nas agências”.

O encontro resultou na criação de um grupo de trabalho, formado por integrantes da SSP e da Febraban. “Estamos dispostos a colaborar para a melhora dos números. Tivemos experiências positivas em outros estados, como São Paulo, e vamos adotá-las também na Bahia”, disse Leandro Vilain, diretor da Febraban, entidade  responsável por construir  um  plano de ações, objetivando reduzir efetivamente, a curto prazo, os assaltos a bancos.

A Febraban também irá repassar para a SSP  o georreferenciamento de todos os terminais de autoatendimento existentes no estado. “É um levantamento que só conseguimos finalizar em junho deste ano”, esclareceu Vilain.

A identificação dos locais de instalação dos TAAs garantirá maior agilidade na chegada da polícia em casos de ataque, além de auxiliar na prevenção e de permitir um monitoramento mais efetivo. As primeiras regiões que vão receber ações conjuntas da SSP e Febraban serão definidas levando em conta a mancha criminal dos ataques.

Outras publicações

Contrato com o Banco do Brasil vai gerar prejuízo de R$ 500 milhões, denuncia o deputado estadual Gaban O deputado estadual Carlos Gaban (DEM) disse hoje que o novo contrato assinado pelo governo da Bahia com o Banco do Brasil vai provocar um prejuízo de...
Exportações baianas registram novo recorde no mês de setembro As exportações baianas voltaram a alcançar novo recorde em 2010, atingindo em setembro US$ 897,6 milhões, o que supera em 7,5% o volume de agosto - ...
Jornais denunciam restrição ao acesso a dados sobre crimes na Bahia Depois que a imprensa publicou matérias sobre um fim de semana violento em Salvador, com 30 homicídios em dois dias, a Secretaria de Segurança Pública...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br