Sindicato diz que trabalhadores da Bahiagás “estão sob cárcere privado”

Viaturas da PM permanecem na unidade da Bahiagás em Camaçari.

Viaturas da PM permanecem na unidade da Bahiagás em Camaçari.

O clima esquentou no primeiro dia de greve deflagrada hoje (19/08/2015) na Bahiagás, concessionária estadual dos serviços de distribuição de gás natural canalizado. Segundo o Sindicato de Trabalhadores Químicos e Petroquímicos (Sindiquímica), a direção da empresa mantém retidos, há 16 horas, os trabalhadores lotados na unidade localizada em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). “Os trabalhadores que já estavam em serviço desde ontem foram obrigados a continuar na unidade. Isso é cárcere privado, um absurdo”, reforça o diretor do Sindiquímica Carlos Itaparica.

O dirigente sindical alertou sobre a gravidade da situação e o que considera ‘irresponsabilidade da estatal’. “Manter os trabalhadores dentro da unidade por um longo período coloca em risco de acidente não só a Bahiagás, mas também, outras fábricas do complexo de Camaçari. É o chamado efeito dominó”, explica.

O Sindiquímica informa ainda que recebeu denúncias no início desta manhã “de que trabalhadores de outras unidades foram coagidos e ameaçados pela direção da empresa, caso aderissem à paralisação”. Em Salvador, os funcionários permanecem mobilizados na unidade de distribuição localizada no bairro do Stiep – próximo à sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB).

A greve acontece pela falta de avanços na campanha salarial. “Negociamos desde abril com a Bahiagás sem resultados para a categoria”, de acordo com o Sindiquímica. Os trabalhadores reivindicam a inflação do período e 2,38% de ganho real, salário educação para os funcionários e cesta básica, dentre outros itens. A Bahiagás só oferece a inflação do período. O movimento grevista atinge as unidades da empresa distribuídas nas cidades de Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Itabuna, Mucuri e Eunapólis e afeta a distribuição de gás no estado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br