Seminário discute consórcios públicos na Bahia

Abertura do I Simpósio da Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia (Fecbahia).

Abertura do I Simpósio da Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia (Fecbahia).

O modelo de gestão associada de serviços públicos, como Saúde e manutenção de estradas, por meio de consórcios é o tema do Integra Bahia – I Simpósio da Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia (Fecbahia). O evento, que reúne municípios consorciados baianos e representantes de outros estados, foi aberto na noite de quinta-feira (20/08/2015) e se encerra nesta sexta-feira (21). Atualmente a Bahia conta com 34 consórcios públicos e deve ganhar outros 30 com a implantação dos novos consórcios interfederativos de Saúde.

A lei que prevê a criação de 28 consórcios e policlínicas no estado, sendo dez até 2016, será votada pela Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) na próxima semana. No modelo, o Estado financia 40% dos custos mensais e os municípios dividem os 60% restantes. Também é de responsabilidade da administração estadual a construção das policlínicas, cada uma no valor de R$ 12 milhões e com custo operacional de R$ 700 mil por mês. A rede de atenção conta ainda com Unidades de Pronto Atendimento (UPA), policlínicas, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), serviços de média complexidade e Laboratórios de Saúde Pública (Lacen).

No primeiro dia do simpósio, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas esclareceu dúvidas dos participantes e destacou a participação do Governo no custeio dos serviços como principal diferencial do novo modelo de consórcio. “Nós avançamos bastante, conseguimos estruturar legalmente e estamos aptos à votação na semana que vem”. Caso a lei estadual seja aprovada, a instalação dos consórcios de saúde dependerá apenas da ratificação nas casas legislativas de cada município pactuado.

Descentralização das políticas públicas

Para o vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, que na ocasião representou o governador Rui Costa, os consórcios são instrumento de descentralização de políticas públicas e do desenvolvimento regional. “Temos na Região Metropolitana de Salvador 77% da receita do Estado. Os consórcios vêm ajudar as regiões e precisamos distribuir melhor a riqueza”. Também participaram da solenidade de abertura os secretários estaduais do Meio Ambiente, Eugênio Spengler e de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues.

Outras áreas fins dos consórcios integrados por municípios baianos são gestão ambiental compartilhada, infraestrutura hídrica, regularização fundiária, cadastro florestal, habitação rural e estradas vicinais. “Numa estrada em que passa uma ambulância, passa uma viatura da polícia, passa o ônibus escolar e passa também o caminhão para escoar a produção, trazer insumos. Portanto, é um exemplo concreto da vantagem dos consórcios a partir de estradas vicinais”, disse o secretário Jerônimo Rodrigues. Ele afirmou que os consórcios vão facilitar ainda a ampliação de ações como o Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf).

Novo conceito

Ações de segurança pública e infraestrutura rodoviária também devem adotar a gestão consorciada. No mês passado, o executivo estadual transferiu máquinas e funcionários do antigo Departamento de Infraestrutura e Transportes da Bahia (Derba), extinto na última reforma administrativa, a 158 municípios de dez consórcios intermunicipais. Por sua vez, os consórcios serão contratados para realizar a manutenção de estradas estaduais.

O prefeito de Serrinha e presidente da Fecbahia, Osni Cardoso, afirma que o conceito é novo no modelo federativo brasileiro, mas viável para levar serviços públicos essenciais à população principalmente nos pequenos municípios. “Já é comprovado que é funcional, que é necessário para facilitar a vida dos municípios e nós apostamos nesta ideia”.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia: Deputado Carlos Geilson lança campanha em Feira de Santana com presença da chapa majoritária Deputado Carlos Geilson pautou mandato na defesa dos direitos sociais da papulação baiana. Carlos Geilson lança sua campanha para deputado estadual ...
Estado solicita recursos do BID para desenvolver turismo na Bahia de Todos os Santos Em reunião no Ministério do Planejamento, nesta quarta-feira (17/03/2010), em Brasília, o secretário de Turismo do Estado, Domingos Leonelli, apresent...
Rui Barata Filho é um dos nomes da lista tríplice para juiz efetivo do TRE Bahia Advogado Rui Barata Filho faz parte da lista tríplice para indicação ao TRE Bahia. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) elegeu na manhã desta sext...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br