Paralisação do serviço de transporte público de Feira de Santana gera grave prejuízo para comunidade e revela perda de controle da Prefeitura

Ônibus operados pela Viação Princesinha e 18 de Setembro obstruíram vias do centro da cidade de Feira de Santana, a exemplo da Rua Barão de Cotegipe.

Sistema de transporte público de Feira de Santana está em colapso em decorrência da incompetência do governo municipal em prestar um serviço de qualidade.

Ônibus operados pela Viação Princesinha e 18 de Setembro obstruíram vias do centro da cidade de Feira de Santana, a exemplo da Rua Barão de Cotegipe.

Ônibus operados pela Viação Princesinha e 18 de Setembro obstruíram vias do centro da cidade de Feira de Santana, a exemplo da Rua Barão de Cotegipe.

Na manhã de hoje (14/08/2015), as empresas de ônibus que operam o serviço de transporte público municipal, Viação Princesinha e 18 de Setembro, paralisaram as atividades.

Os ônibus operados pelas empresas obstruíram vias do centro da cidade, a exemplo da Rua Barão de Cotegipe.

Falhas

A crise no transporte público municipal é resultado do acúmulo de falhas das gestões do prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM).

O sistema está em colapso, e os responsáveis são os membros do governo Ronaldo, que incapazes de planejar e fiscalizar a prestação de serviço público permitiram que a situação alcançasse elevado nível de descontrole.

As sucessivas falhas no planejamento, execução, controle, e fiscalização da prestação de serviço resultam em graves prejuízos para a comunidade.

Lucros e omissões

Alguns lucraram com a baixa qualidade do serviço, deixando de investir, enquanto a população perdeu e pagou caro por um dos piores serviços de transporte público municipal do país.

Alguns servidores e agentes públicos foram omissos, com a finalidade de beneficiar empresários pouco preocupados em prestar um serviço de qualidade. Encontrar os culpados não é difícil, basta uma análise atenta dos que estiveram à frente do poder público municipal, e dos respectivos associados.

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.