O que seus olhos revelam sobre sua saúde?

O exame oftalmológico pode revelar outras doenças em curso no organismo.

O exame oftalmológico pode revelar outras doenças em curso no organismo.

O seu oftalmologista está vendo: descolamento da mácula com fluido subrretiniano

O que isso pode significar? Os oftalmologistas não sabem exatamente o que causa esse acúmulo, mas ele pode estar relacionado ao estresse, e é conhecido como coroidopatia serosa central.  Há também algumas pesquisas iniciais sugerindo que as pessoas mais propensas ao estresse são também mais propensas a desenvolver esse acúmulo de líquido.  “O fluido pode levar a mudanças na visão, como o escurecimento ou o embaçamento no centro de visão e a objetos que parecem menores, quando vistos apenas pelo olho afetado. Mas antes de ficar estressado com esse efeito colateral do estresse, saiba que essa condição é rara e é cerca de seis vezes mais comum em homens do que em mulheres”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Próximos passos: De qualquer forma, o paciente deve ser examinado no início dos sintomas. A relação entre estresse e acúmulo de líquido na retina pode não melhorar apenas com o relaxamento do paciente. No entanto, a recuperação espontânea é comum, e a maioria das pessoas recupera a visão dentro de seis meses. Se isso não acontecer, o oftalmologista pode sugerir um tratamento para ajudar a selar o vazamento e restaurar a visão.

O seu oftalmologista está vendo: um de seus olhos não está fechando completamente.

O que isso pode significar? Você pode ter adquirido um tique. A paralisia de Bell pode levar à paralisia dos músculos faciais, e hoje, uma das causas mais comuns de paralisia de Bell é a doença de Lyme. “Pode demorar várias semanas ou vários meses para que  os primeiros sintomas da doença de Lyme apareçam. Apenas 15% das pessoas infectadas com Lyme não desenvolvem problemas no sistema nervoso. A infecção transmitida por carrapatos também pode levar à inflamação no olho que o oftalmologista pode diagnosticar durante um exame de rotina”, informa a  oftalmologista Meibal Junqueira (CRM-SP 131.404), que também integra o corpo clínico do IMO.

Próximos passos: A paralisia facial exige exames de sangue, incluindo um específico para a doença de  Lyme. Se der positivo, o oftalmologista irá prescrever antibióticos que devem curar a paralisia, bem como a doença de  Lyme.

O seu oftalmologista está vendo: seus olhos estão super secos. 

O que isso pode significar? Há diversas razões que podem fazer seus olhos se tornarem secos como o deserto do Sahara: ar seco, alergias, certos medicamentos, não piscar suficientemente. “Uma desordem autoimune também pode ser a culpada, possivelmente, a síndrome de Sjögren. Isso faz com que os glóbulos brancos ataquem as glândulas produtoras de umidade no corpo, especialmente a dos olhos e da boca, 9 em cada 10 pessoas diagnosticadas com a síndrome são mulheres. Outras condições que também causa olho seco incluem artrite reumatoide, lúpus, problemas de tireoide e blefarite, uma inflamação das pálpebras dolorosa”, afirma a oftalmologista Sandra Alice Falvo (CRM-SP 59.156), que integra o corpo clínico do IMO.

Próximos passos: Existem vários exames que podem ser feitos para descobrir se a secura  ocular está além dos níveis normais, incluindo um que envolve a instilação de fluoresceína laranja no olho e a observação posterior de quanto tempo se passa para que o olho fique seco. Se o tempo observado for de 10 segundos ou menos, os olhos estão extremamente secos. Doenças autoimunes podem ser notoriamente difíceis de diagnosticar (Sjögren, por exemplo, é muitas vezes confundida com a menopausa, fibromialgia, artrite reumatoide e esclerose múltipla), assim, o oftalmologista provavelmente irá encaminhá-lo para um reumatologista para um diagnóstico preciso, enquanto trata os sintomas mais desagradáveis da secura ocular com um colírio lubrificante.

O seu oftalmologista está vendo:  seus olhos parecem um pouco vermelhos e estão muito sensíveis à luz. 

O que isso pode significar? “A uveíte, ou inflamação na úvea,  parte intermediária do olho. Um exame mais minucioso pode também revela células inflamatórias e proteínas que flutuam livremente na parte frontal do olho. Esses sintomas podem estar relacionados a um problema sistêmico, onde o próprio sistema imunológico ataca o próprio organismo. A forma mais comum de uveíte afeta a parte frontal do olho, em cerca de 20% dos casos está relacionada com uma doença autoimune. Possíveis culpados: artrite reumatoide, lúpus ou, se o oftalmologista percebe que o nervo óptico também está inflamado,  esclerose múltipla”, explica a oftalmologista Roberta Velletri (CRM-SP 113.044), que também integra o corpo clínico do IMO.

Próximos passos: Todo olho vermelho deve ser examinado. O oftalmologista irá solicitar um exame de sangue para testar as condições mais comuns relacionadas com a uveíte e basear o curso do tratamento sobre os resultados.

O seu oftalmologista está vendo: a catarata está se formando mais cedo do que deveria. 

O que isso pode significar? “Você é um fumante ou você costumava ser. O tabagismo aumenta o risco de catarata relacionada à idade, como um estudo de 2012 confirma. Ela pode se formar em qualquer idade e maioria de nós vai ter os primeiros sinais da doença perto dos 50 anos. Mas os fumantes podem começar a desenvolver os sintomas aos 40 anos, especialmente na parte central do cristalino. Os danos que o tabagismo provoca ao sistema cardiovascular prejudicam  a nutrição de oxigênio do cristalino,  de modo que o organismo envelhece mais rápido do que deveria. Cataratas iniciais também podem ser causadas por exposição excessiva à luz UV, diabetes ou o uso prolongado de corticosteroides, como os usados no tratamento da asma”, informa Virgílio Centurion.

Próximos passos: A catarata geralmente evolui sozinha até que começa a afetar o dia-a-dia do paciente. Quando isso acontece, o oftalmologista irá provavelmente recomendar a cirurgia de catarata para substituir a lente natural por uma lente intraocular.

06)O seu oftalmologista está vendo: danos aos vasos sanguíneos na parte de trás do olho.

O que isso pode significar? “O paciente pode ter as taxas de açúcar no sangue e / ou pressão arterial descontrolada. Quando o oftalmologista dilata o olho e examina a  retina, os sinais de diabetes e de pressão arterial elevada ficam óbvios. O açúcar elevado no sangue pode causar micro aneurismas, abaulamento nos vasos sanguíneos e sangramentos, enquanto a alta pressão contínua pode levar a hemorragia semelhante, mas também bloqueios ou fechamento dos vasos menores. Estas duas condições são muito fáceis de diagnosticar por meio de um exame oftalmológico de rotina”, diz Roberta Velletri.

Próximos passos: O oftalmologista irá encaminhar o paciente a um endocrinologista para realizar exames e confirmar o diagnóstico. Mas se o paciente já tiver sido diagnosticado, este pode ser um sinal de que ele precisa gerenciar melhor sua condição. O tratamento deve ser iniciado rapidamente, pois essa condição pode levar à cegueira.

O seu oftalmologista está vendo: lesões no olho.

O que isso pode significar? Câncer. Mas é raro. A Sociedade Americana de Câncer, ACS, estima que apenas 1.220 casos de câncer no olho ou na órbita ocular serão diagnosticados em mulheres  em 2015, o que inclui os cânceres que se originam no olho também. Para compreender melhor esse dado, a ACS estima que 3.410 mulheres serão diagnosticadas com câncer do esôfago (considerado um cancro raro entre as mulheres) em 2015. “Os cânceres com maior probabilidade de se espalhar para o olho são de mama e de pulmão, e é possível que o oftalmologista possa perceber algo antes do oncologista fazer o diagnóstico”, diz Sandra Falvo.

Próximos passos: Se o  oftalmologista suspeitar de câncer, ele o encaminhará  para um oncologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Outras publicações

Saladas que valem por uma refeição completa Alimentos não industrializados são indicados para uma refeição saudável. Cada vez mais rica e com ingredientes diversos, a salada se tornou uma pote...
Feira de Santana recebe curso sobre novidades em estudos do genoma humano Estudos do genoma humano ocorre em Feira de Santana. Acontece no dia (20/09/2016) em Feira de Santana curso voltado a entender sobre o funcionamento...
Governo Rui Costa apresenta a entidades, profissionais de saúde e Ministério Público instalações do HGE 2 Entidades de saúde realizam visita ao HGE 2. A estrutura do HGE 2, que já está concluída e com os equipamentos instalados, recebeu uma visita guiada...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br