MPF aciona prefeita de Governador Mangabeira, Domingas Souza da Paixão, por custear propaganda eleitoral com verba do SUS

Domingas Souza da Paixão é acusada de desviar recursos do SUS.

Domingas Souza da Paixão é acusada de desviar recursos do SUS.

Recurso foi utilizado no custeio de outdoor, que sinalizava a construção da Unidade de Saúde da Família com nome de candidato ao cargo de senador Federal.O Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana ajuizou ação de improbidade administrativa contra a prefeita do município baiano de Governador Mangabeira, Domingas Souza da Paixão, por utilizar verbas do SUS na confecção e manutenção de um outdoor com propaganda de um candidato a senador.

O outdoor sinalizava a construção da Unidade Saúde da Família Otto Alencar, então candidato ao cargo de senador Federal, e estava afixado na entrada do Município de Governador Mangabeira, às margens da BR-116, rodovia com alto fluxo de veículos no estado.

Acionada pelo Ministério Público Eleitoral, Domingas já foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral na Bahia (TRE/BA) ao pagamento de multa por propaganda institucional, em favor de candidato, em período vedado.

O MPF requer agora que a gestora do município, localizado a 138 km de Salvador, responda por improbidade administrativa por utilizar recursos que deveriam ser aplicados em ações de Saúde em fim diverso do previsto em lei, conforme o artigo 11, inciso I, da Lei 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

O inquérito no MPF foi instaurado a partir de uma cópia da representação eleitoral protocolada a partir da foto do outdoor encaminhada à ouvidoria do TRE/BA.

Com a ação, a prefeita está sujeita as sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, que incluem à perda da função pública e dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento ao erário, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil, proibição de contratar com o poder público e dele receber benefício.

Outras publicações

Jurista critica consciência conservadora que coloca propriedade acima da dignidade Brasília - A terceira edição do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH 3) fez reaparecer fantasmas que há décadas atormentam a história política ...
Ministério Público Federal na Bahia condena funcionária da CEF por peculato O crime foi praticado 23 vezes, entre abril e maio de 2009, e resultou na subtração, em proveito da ré, de mais de 61,2 mil reais das contas de 11 cli...
STF: ministro Marco Aurélio diz que é preciso apurar vazamento de delação de executivo da OAS Marco Aurélio: precisamos apurar, porque é algo que conflita com a lei regedora da colaboração premiada, e verificar como houve esse vazamento. Certa...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br