MPF aciona prefeita de Governador Mangabeira, Domingas Souza da Paixão, por custear propaganda eleitoral com verba do SUS

Domingas Souza da Paixão é acusada de desviar recursos do SUS.

Domingas Souza da Paixão é acusada de desviar recursos do SUS.

Recurso foi utilizado no custeio de outdoor, que sinalizava a construção da Unidade de Saúde da Família com nome de candidato ao cargo de senador Federal.O Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana ajuizou ação de improbidade administrativa contra a prefeita do município baiano de Governador Mangabeira, Domingas Souza da Paixão, por utilizar verbas do SUS na confecção e manutenção de um outdoor com propaganda de um candidato a senador.

O outdoor sinalizava a construção da Unidade Saúde da Família Otto Alencar, então candidato ao cargo de senador Federal, e estava afixado na entrada do Município de Governador Mangabeira, às margens da BR-116, rodovia com alto fluxo de veículos no estado.

Acionada pelo Ministério Público Eleitoral, Domingas já foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral na Bahia (TRE/BA) ao pagamento de multa por propaganda institucional, em favor de candidato, em período vedado.

O MPF requer agora que a gestora do município, localizado a 138 km de Salvador, responda por improbidade administrativa por utilizar recursos que deveriam ser aplicados em ações de Saúde em fim diverso do previsto em lei, conforme o artigo 11, inciso I, da Lei 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

O inquérito no MPF foi instaurado a partir de uma cópia da representação eleitoral protocolada a partir da foto do outdoor encaminhada à ouvidoria do TRE/BA.

Com a ação, a prefeita está sujeita as sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, que incluem à perda da função pública e dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento ao erário, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil, proibição de contratar com o poder público e dele receber benefício.

Outras publicações

TSE decide que ação por contas irregulares podia ser proposta a qualquer tempo Por maioria de votos, o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que as representações por irregularidades em prestação de contas podem s...
Ministro Marco Aurélio pede providências cabíveis por descumprimento de decisão pela Câmara O ministro Marco Aurélio requereu ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, e ao procurador-geral da República, Roberto ...
Justiça de São Paulo nega pedido de indenização milionária contra a TV Globo por reportagem Em mais um precedente jurídico favorável à liberdade de imprensa, na última terça-feira, (21/08/2012), a 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de J...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br