Feira de Santana: em assembleia, rodoviários decidem por aderir a contrato de trabalho com as empresas Rosa e São João

Assembleia do Sintrafs optou pela volta das atividades.

Assembleia do Sintrafs optou pela volta das atividades.

Os trabalhadores rodoviários de Feira de Santana já estão disponíveis para contratação das novas empresas de ônibus que irão operar o sistema de transporte emergencialmente na cidade. Na manhã de hoje (25/08/2015), após assembleia realizada na sede do Sintrafs, entidade que representa a categoria, os rodoviários votaram pelo retorno das atividades, mesmo sem receber a quinzena do mês de agosto. “Numa demonstração de sensibilidade ao problemas da comunidade que está sofrendo sem o transporte público, a maioria dos rodoviários optou pela volta às atividades, mesmo sem receber o seu adiantamento na totalidade. Por outro lado, a prefeitura ao lado das novas empresas, se comprometeu a contratar todos os rodoviários em atividade até o próximo dia 01 de setembro”, explicou o presidente do Sindicato, Alberto Nery.

Durante a assembleia, Nery aproveitou para esclarecer as informações errôneas que estavam sendo divulgadas a respeito da classe.

“A prefeitura divulgou que a volta do sistema dependia exclusivamente dos rodoviários. Isso não é verdade. Foi feito um acordo no Ministério Público do Trabalho na última sexta-feira (21) que determinou o pagamento de parte da quinzena dos trabalhadores até o dia de ontem, 24, para então regularizá-los com as novas empresas. Isso ainda não havia acontecido e nós estávamos apenas cumprindo o acordo lavrado em ata e firmado com representantes da Prefeitura e das empresa Viação Princesinha e Viação 18 de Setembro. Além disso, embora as empresas Rosa e São João já tivessem feito o recrutamento de alguns trabalhadores, os exames admissionais destes não foram concluídos o que impediria o início das atividades”, ponderou.

Com o resultado da assembleia e a disponibilidade dos trabalhadores para a contratação, Nery acredita que muito em breve a população poderá ter os ônibus de volta. “De nossa parte, tudo já foi feito para reestabelecer o sistema. Agora depende da capacidade de organização das novas empresas acelerarem o processo de contratação e da prefeitura de operar os sistema de forma emergencial, considerando inclusive, como será feita a cobrança através do smart card, da meia passagem estudantil, dentre outra situações uma vez que os ônibus disponibilizados até agora, não possuem validador e muitos deles nem locais para assento do cobrador”, finalizou Nery.

Outras publicações

Feira de Santana: vereador diz que deputado Jorge Solla não tem moral para tratar de questões da saúde Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): "Eu vou estar presente lá nesse evento para fazer algumas perguntas ao ex-secretário Jorge Solla, que hoje é dep...
Feira de Santana: Sérgio Mattos palestra durante 1ª Conferência do Jornal Grande Bahia e comenta sobre a obra ‘Vida privada no contexto público’ Composição da mesa durante a 1ª Conferência 'Vida Privada no Contexto Público'. Vida e obra de Sérgio Mattos: cinco décadas em 648 páginas. S...
Ministério Público solicita intermediação junto ao Governo do Estado por área para construção da nova sede em Feira de Santana Representes da liderança do PT e do Ministério Público discutem construção de nova sede em Feira de Santana. Liderança do Governo e do PT receberam ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br