Ex-integrantes da Banda Remanescente do Paraguaçu são os convidados da ORC

A Orquestra Reggae de Cachoeira se apresenta durante as comemorações da Festa da Boa Morte, um dos eventos mais importantes do Recôncavo da Bahia.

A Orquestra Reggae de Cachoeira se apresenta durante as comemorações da Festa da Boa Morte, um dos eventos mais importantes do Recôncavo da Bahia.

No próximo dia 16 de agosto de 2015, na Largo D’Ajuda, a Orquestra Reggae de Cachoeira retorna com as apresentações públicas e traz como convidados os músicos Tin Tim Gomes, Marcos Oliveira e Edson Silva, mais conhecido como Quinho Batera, todos ex-integrantes da banda Remanescentes do Paraguaçu, uma referência do reggae roots no Brasil. “Nós faremos uma homenagem a uma das bandas mais importantes da Bahia e lembraremos os sucessos que até hoje são referências musicais para os integrantes da Remanescentes e tantos outros artistas”, afirma o maestro Flávio Santos.

Na década de 1980, nove jovens de Cachoeira se reuniram para formar a banda. Eles tinham seus princípios na bíblia e adotaram o rastafarianismo como estética e atitude política também. O grupo era composto de Nengo Vieira (voz e guitarra), Tin Tim Gomes (vocal), Sine Calmon (voz e guitarra), Valéria (backing-vocal), Marco Oliveira (voz, contrabaixo e guitarra), Quinho Batera (bateria), Augusto Conceição (trombone), Ito (saxofone), João Teoria (trompete), Wilson Tororó (percurssão), e Beto (percurssão).

A Banda Remanescentes do Paraguaçu não existe mais. Contudo, os músicos que integraram o grupo até hoje seguem o aprendizado que teve início há mais de 30 anos. Como canta Tin Tim Gomes na música “Pelo Amor de Deus”, “eu canto reggae que me deixa leve”. E assim, a música do Recôncavo contagia.

O projeto Orquestra Reggae de Cachoeira teve início em 2012, quando o maestro Flavio Santos uniu o conhecimento e experiências de ações em filarmônicas ao ensino da prática de conjunto e do domínio de instrumentos musicais. No repertório, não é somente o reggae que os jovens aprendem, como também jazz, blues, ska, rockstead, pop. “A Orquestra Reggae hoje é uma escola musical que pretende expandir seu conhecimento a partir da teoria e da prática dos elementos culturais da cidade promovendo um som vibrante que se torna atrativo a interação do público”, revela o mastro.

A rotina para fazer as apresentações tiveram início em janeiro, quando o projeto Orquestra Reggae de Cachoeira foi um dos contempladas no Setorial de Música 2014 da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), sendo a verba destinada para explorar o potencial de crianças e jovens de Cachoeira. Os ensaios semanais ocorrem sempre no Espaço Cultural Hansen Bahia, às sextas, das 18h às 21h, e aos sábados, das 15h às 18h.

Agenda

O que: Apresentação da Orquestra Reggae de Cachoeira e Convidados

Quando: 16 de agosto de 2015| Onde: Largo D’Ajuda, no centro de Cachoeira à 120 km de Salvador

Horário: a partir das 18h

Outras publicações

Operação Ali Babá: PF combate fraudes contra instituições bancárias na Bahia; coletiva ocorre na sede da Polícia Federal em Feira de Santana Cerca de 140 Policiais Federais cumprem 25 mandados de prisão – sendo 10 preventivas e 15 temporárias –, 28 mandados de busca e apreensão e quatro ma...
Salvador: Integrantes do Movimento Poe’Vera realizam lançamento de Coletânea Poética Convite livro 'Coletânea Poética Poe’Vera'. Capa do livro 'Coletânea Poética Poe’Vera'. Acontece na próxima sexta-feira (16/01/2015), às 18h, no...
Salvador | Teatro Castro Alves comemora dia do teatro com programação especial Sala Principal e Sala do Coro recebem produções e artistas baianos para celebrar a data juntamente com o público O Teatro Castro Alves (TCA), maior c...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br