Empresa Doc-Expõe trabalha com memória viva das instituições baianas

Instituto ACM, uns dos trabalhos realizado pela Doc-Expõe.

Instituto ACM, uns dos trabalhos realizado pela Doc-Expõe.

Divulgar e perpetuar a história de empresas, órgãos públicos, organizações privadas e não governamentais, é a proposta da Doc-Expõe, uma Empresa baiana, com quase 20 anos de atuação no mercado nacional, especializada em gestão museológica e documental, observando o momento atual em que as instituições, em geral, buscam para perenizar sua memória.

A Doc-Expõe executa também projetos de museus, memoriais, centro de cultura e exposições para empresas públicas e privadas. No portfólio da Empresa, existem projetos de grande porte, como o Centro de Documentação e Referência da Odebrecht, Memorial do Polo Industrial de Camaçari, Instituto ACM, Museu de Arqueologia e Etnologia da Ufba (MAE), Museu do Transporte do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), Centro Cultural Banco do Nordeste, Memorial Irmã Dulce, Memorial Divaldo Franco, Memorial do Transporte, Museu Afro Brasileiro, e recentemente o Memorial da Casa do Rio Vermelho, entre outros.

A museóloga Angela Petitinga, sócia-diretora da  Doc-Expõe, conta que sempre gostou de trabalhar com acervos. Ela afirma que fazia vários projetos independentes, e em 1996 foi convidada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em parceria com a Fundação Vitae para elaborar o Projeto Inventário Nacional de Bens Móveis e Integrados– o primeiro trabalho da empresa.

Segundo Ângela, antes somente os órgãos públicos pensavam em perpetuar suas memórias, mas atualmente as instituições privadas também passaram a tratar, conservar e guardar imagens e documentos, criando museus, memoriais e exposições “O nosso objetivo é manter viva a memória das empresas”, ressalta Petitinga.

“Quando uma organização preserva seu acervo documental e físico, sua história se torna perpétua e o conhecimento é transmitido de geração em geração. E expondo esse acervo possibilita que todos conheçam a história da organização”, afirma a museóloga.

No mundo atual, manter a memória de uma organização viva, exige técnica de informatização e sistematização. Para isso, a Doc-Expõe desenvolveu uma metodologia própria, que facilita o arquivamento, a manutenção e o acesso a estas informações, de forma prática, segura e eficaz. “Isto se chama gestão documental”, explica o João Paulo, diretor da Doc-Expõe,  ressaltando que para isso, a Doc possui uma equipe multidisciplinar, especializada em identificação, acondicionamento, tratamento e manuseio dos documentos, seja ele físico ou virtual.

Busca por MuseusAlém dos serviços prestados pela empresa no campo comercial, a Doc-Expõe possui alguns serviços que estão disponíveis ao grande público. A empresa disponibiliza aos interessados um link com quase 2 mil museus nacionais e internacionais credenciados. O link contém as características do museu, além das principais informações como: horário de funcionamento, endereço, telefones, e-mail e taxas de visitação. Pode ser acessado através do site www.doc-expoe.com.br.

Biblioteca Doc-Expõe

Outra utilidade ao público é a Biblioteca Doc-Expõe, que possui um acervo com mais de 500 títulos disponíveis para empréstimo. Entre os assuntos estão, arte, museologia, etiqueta, administração e recursos humanos. Todos os exemplares são disponíveis para consultas, cópias e empréstimos. A Biblioteca é aberta ao público com agendamento prévio.

Principais trabalhos

Centro de Documentação e Referência da Odebrecht (CDR) – Há 10 anos, a Doc-Expõe é responsável pela gestão documental da empresa Odebrecht. Notícias, relatórios anuais, fotografias, livros, DVD e objetos importantes são arquivados através do meio físico e digital. O material passa pelos processos de preparação, digitalização, catalogação, indexação e arquivamento. Todas essas etapas são realizadas pela Doc-Expõe.

Casa do Rio Vermelho – Inaugurada em novembro do ano passado, a residência onde o casal Jorge Amado e Zélia Gattai viveram por muitos anos, se transformou no Memorial Casa do Rio Vermelho, cuja gestão de todo equipamento cultural é realizado pela Doc-Expõe. O acervo possui milhares de objetos inéditos da convivência pessoal do casal de escritores como fotografias, correspondências, manuscritos, esculturas e objetos pessoais. O Memorial funciona na Rua Alagoinhas, nº 33, Rio Vermelho.

História do Petróleo – Desde antiguidade até os atuais, a história do Petróleo é exposta em uma das salas do Museu Geológico da Bahia, no bairro da Vitória, coube a Doc-Expõe à realização a execução do projeto do espaço. Através de fotografias, imagens e objetos, o visitante conhece toda a trajetória do mineral – sua formação, histórico e como é extraído da natureza.

Instituto ACM – Localizado no Terreiro de Jesus, o Instituto ACM foi criado para preservar a história do Senador ACM. Fundado em 2010, o Instituto teve o acervo de fotografias, objetos, prêmios, condecorações, livros e vídeos que contam a história do político durante sua trajetória pessoal e política estudado e montado pala doc-Expõe.

Museu do Mosteiro de São Bento – A montagem das peças do Museu do Mosteiro de São Bento, desde século XVII até o XX, foi gerenciada pela Doc- Expõe. De forma cronológica, várias peças antigas com mais de quatrocentos anos, foram montadas no Conjunto Arquitetônico do Mosteiro de São Bento, onde funciona o Museu.

História do Dinheiro do Museu Eugênio Teixeira Leal do Banco Econômico – Localizado no Pelourinho, o Museu do Dinheiro conta a história do Banco Econômico, a história da moeda e a coleção das medalhas colecionadas pelo Banqueiro e Diretor da Organização Dr. Eugênio Teixeira Leal. Mais conhecido como Museu da Moeda, o memorial tem painéis, objetos, pinturas e documentos do tradicional Banco Econômico.

Memorial Divaldo Pereira Franco – Inaugurado no ano de 2012, o Memorial conta a trajetória de Divaldo Pereira Franco, um dos maiores médiuns do Espiritismo no mundo. Dirigida pela museóloga Angela Petitinga, sócia-diretora da Doc-Expõe, o projeto tem painéis com textos que retratam a história da Mansão do Caminho e os trabalhos sociais desenvolvido pela instituição.

Memorial Irmã Dulce – A Doc-Expõe foi à Empresa responsável pela criação do Memorial Irmã Dulce, inaugurado em 1993, um ano após o falecimento da freira. O acervo conta com mais 800 peças, dentre eles documentos pessoais, fotografias e até objetos pessoais usados por Irmã Dulce. O Memorial funciona no Largo de Roma, próximo ao Hospital que leva o nome da freira.

Memorial do Transporte – A trajetória dos transportes desde os nômades até a atualidade é narrada através da exposição no Memorial do Transporte. Concluído em 2013, o Memorial do Transporte possui recursos interativos como jogo instrutor de leis do trânsito em forma de vídeo game e um controle em forma de volante. O Memorial funciona no prédio do SEST/SENAT, no bairro da Pituba.

Universidade da Criança e do Adolescente (UNICA) – Em parceria com o arquiteto Chico Mazzoni, a Doc-Expõe foi responsável pela montagem da Universidade Criança e do Adolescente (UNICA). A Doc-Expõe fez uma adaptação das peças pré-existentes, criando uma relação entre a infância e a física com objetos e criações lúdicas. A Universidade da Criança e do Adolescente (UNICA) fica situada no bairro da Liberdade.

Agenda

Av. ACM, nº 4009, Edf. Empire Center, sala 203, Caminho das Árvores – Salvador – Bahia

www.doc-expoe.com.br

Outras publicações

Proposta por Zé Neto, Comenda 2 de Julho é entregue ao jornalista e advogado Almeida Castro José Cerqueira de Santana Neto (Zé Neto) e José Andrade de Almeida Castro durante sessão solene. Em Sessão Especial proposta pelo deputado Zé Neto (...
Eleições 2014 – Bahia | Ex-presidente Lula confirma presença em comício de Rui Costa Ex-presidente Lula durante evento do PT na Bahia. Lula regressa à Bahia em apoio a Rui Costa. Está confirmada a participação do ex-presidente Lula n...
Eleições 2014 – Bahia: “Mulheres vão protagonizar transformações na política de gênero”, garante Rui Costa "As desigualdades de gênero deixaram de ser um desafio restrito aos movimentos feministas e se tornaram compromisso da sociedade e governos", afirma ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br