Domingo em Feira de Santana foi marcado por poucos protestos, paralisação no transporte público, desordem no trânsito e derrubada de árvores

Protestos em Feira de Santana pedem impeachment de Dilma Rousseff, reuniram poucos membros da comunidade.

Protestos em Feira de Santana pedem impeachment de Dilma Rousseff, reuniram poucos membros da comunidade.

Peça de comunicação no Facebook ironizam protestos contra o governo Dilma Rousseff.

Peça de comunicação no Facebook ironizam protestos contra o governo Dilma Rousseff.

Congestionamento no centro de Feira de Santana.

Congestionamento no centro de Feira de Santana.

Derrubada de árvores da Getúlio Vargas para implantação do BRT de Feira de Santana.

Derrubada de árvores da Getúlio Vargas para implantação do BRT de Feira de Santana.

Nesse domingo (16/08/2015), protestos a favor e contra o governo Rousseff ocorreram em várias cidades brasileiras. Na cidade de Feira de Santana cerca de 400 pessoas iniciaram tímidos protestos em frente ao Paço Municipal Maria Quitéria, prosseguido pela Av. Getúlio Vargas. Uma parte significativa dos participantes era formada por simpatizantes e membros do governo José Ronaldo (DEM) que protestavam contra o governo Rousseff.

Paralisação

Em entrevista ao site Acorda Cidade, Ronaldo Mendes Dias – o advogado das empresas de ônibus 18 de Setembro e Princesinha, e do cidadão prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho – informou que as empresas perderam o contrato emergencial com a prefeitura, e por conta disso, revendas de combustíveis deixaram de fornecer, alegando insegurança no recebimento dos pagamentos.

O site informa, também, que o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Ebenezer Tuy, afirmou que o contrato emergencial não finalizou, e que o mesmo está vigente até que as novas empresas assumam o serviço. Ele alegou que não foi informado sobre problemas de falta de combustível por parte das empresas de ônibus.

Crise no sistema viário

Iniciada na sexta-feira (14/08), a paralisação dos ônibus causou significativo aumento no fluxo de veículos particulares, motos, e vans no centro da cidade, provando congestionamento em alguns pontos.

Em publicação no sábado (15/08) no Facebook, relata um artista da cidade sobre o problema:

– Hoje, nas proximidades do Feiraguai, mais uma vez trânsito parado. Os motoristas não procuram vias alternativas, todos querem colocar o carro a poucos metros do local. Falta também prepostos da SMT para organizar. Só existe uma rua para acesso ao centro da cidade. Solicitamos um estudo técnico para melhorar essa situação nessa área tão importante da cidade.

Árvores destruídas

A derrubada de árvores na Avenida Getúlio Vargas para implantação do projeto BRT (Sistema de Transporte Público Rápido por Ônibus) provocou protestos de membros da comunidade. Depoimentos gravados da Digitaltvbr captaram o sentimento de indignação da população. Alguns lamentaram a destruição, lembrando que o verde representa a vida, outros questionaram: que projeto é esse que necessita destruir a vida da cidade?

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.