Deputado denuncia probrelamas com operação do SAMU em Feira de Santana

Jorge Solla: "É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.".

Jorge Solla: “É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião.”.

Em pronunciamento na Câmara dos deputados em Brasília, no dia 17 deste julho de 2015, o deputado Jorge Solla (PT), fez um alerta importante com relação a saúde em Feira de Santana e região, reafirmando que já se passaram cerca de um ano e meio que foram entregues às ambulâncias do SAMU aos municípios vizinhos da cidade e que até hoje estão paradas em função da falta de atenção prestada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM).

“É importante registrar que a Prefeitura de Feira de Santana, capitaneada pelo Prefeito do DEM, nega-se a disponibilizar a central do SAMU para os Municípios da sua microrregião. É obrigação de qualquer Município que seja um polo regional, garantir o serviço de saúde que, pela sua natureza, não pode ser ofertado em todos os Municípios. Há um compromisso da Prefeitura de Feira de Santana com o Ministério da Saúde e com o Governo do Estado da Bahia que não está sendo cumprido. Há uma responsabilidade dessa Prefeitura com a sua região que não está sendo cumprida. No ano de 2012, o Ministério da Saúde entregou as ambulâncias do SAMU para que o serviço fosse regionalizado em dez Municípios. A Prefeitura de Feira recebeu novas ambulâncias com o compromisso da regionalização. E pasmem V.Exas., todas as ambulâncias estão paradas desde dezembro de 2012. Faz dois anos e meio que esses equipamentos estão lá parados, aguardando que o Prefeito de Feira de Santana, do DEM, tenha a boa vontade de disponibilizar a central para toda a região. Isso é um absurdo, Sr. Presidente, é um descompromisso, é uma perda de recursos financeiros. Nós precisamos denunciar isso”, disse.

O parlamentar também ressaltou em seu discurso a iniciativa do vereador Beldes Ramos (PT) em promover uma Audiência Pública para tratar da regionalização do SAMU, convidando a todos para participar da discussão da temática, que será realizada no próximo dia 7 de agosto.

“Não posso perder a oportunidade de divulgar que, no próximo dia 7 de agosto, em Feira de Santana, teremos uma audiência pública organizada pelo Vereador Beldes, do Partido dos Trabalhadores, sobre a regionalização do SAMU. No dia 7 de agosto, estaremos lá em Feira de Santana, com o Ministério Público, com os vereadores, com a população, representada por suas entidades, cobrando que o Prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, do DEM, assuma a responsabilidade. É claro que a Prefeitura gosta quando a população da região vem consumir no comércio, vem contratar serviços, vem frequentar aula em faculdades privadas, trazendo riqueza para o polo regional. O mínimo que se espera é que cumpra a responsabilidade para com a saúde da população da região. Contra a irresponsabilidade da Prefeitura de Feira de Santana e pela ampliação do SAMU!”, finalizou Solla.

Audiência Pública sobre a regionalização da SAMU

Na próxima sexta-feira (07/08/2015), o mandato do vereador Beldes Ramos promove Audiência Pública para debater sobre a regionalização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A iniciativa terá início às 15h, na ACEFS – Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana e tem como objetivo discutir a temática juntamente com a participação de autoridades e de toda sociedade civil e organizada.

Relembrando

Em  maio de 2015 o então  deputado federal Jorge Solla (PT) informou que entrou com uma representação contra a prefeitura de Feira de Santana. Segundo ele, a administração municipal deixou há dois anos e meio 10 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) paradas e não iniciou o funcionamento da Central de Regulação do Serviço Móvel, conforme acordo firmado em 2012 entre governo do estado, municipal e União.

Dentre os  municípios com ambulâncias paradas são Amélia Rodrigues, Ipirá, Riachão do Jacuípe, Baixa Grande, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Irará, Nova Fátima, Santa Bárbara e Santo Estevão. Os três primeiros foram citados por Maiza como pendentes no processo de regionalização com Feira de Santana.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia | Deputado Carlos Geilson lamenta desistência de Graça Pimenta Carlos Geilson lamentou desistência da colega, deputada Graça Pimenta. A retirada da candidatura à reeleição da deputada estadual Graça Pimenta (PMD...
Feira de Santana: hospital da criança é o maior do Norte e Nordeste O Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, onde Wagner participa de caminhada amanhã (23/07/2010), vai realizar 48 mil consultas, 24,3...
Durante Audiência pública, deputado destaca investimentos na construção do aeroporto de Feira de Santana, dialoga com a comunidade e critica ausência da prefeitura Zé Neto: “Já são R$ 6,5 milhões de investimentos no aeroporto e R$ 3,6 milhões de verba para a execução das obras na Avenida Sérgio Carneiro, acesso ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br