Deputado Carlos Geilson alerta para perigo em rodovia pedagiada

Asfalto cedeu em trecho da BR-324.

Asfalto cedeu em trecho da BR-324.

Perigo numa curva da movimentada BA-093, trecho de Simões Filho próximo à ligação com a BR-324, a Salvador-Feira: há pelo menos 90 dias que o asfalto cedeu, formando um acentuado desnível, favorecendo a instabilidade dos veículos. O máximo que o Consórcio Bahia Norte fez até agora foi sinalizar o local, conforme denuncia o deputado estadual Carlos Geilson.

Quem trafega no sentido da ligação com a BR-324, enfrenta o perigo maior, porque é justamente nessa faixa que o asfalto cedeu muito. Ele teve parte interditada e não é possível o uso do acostamento no local. No outro sentido, a sinalização desvia os motoristas para o acostamento. Há sinais de que já foram feitos remendos, paliativos, que não resolveram totalmente o problema.

“O risco é muito maior porque o problema aconteceu em uma curva e a rodovia é muito movimentada, principalmente com tráfego de veículos pesados. A o trecho da BA-93 de Simões Filho até Pojuca, com 46 quilômetros, é de responsabilidade do Consórcio Bahia Norte, que nesse curto percurso tem duas estações de pedágio e o preço mínimo é de R$ 3,20” salienta o deputado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br