Domingo será marcado por protestos a favor e contra o governo Rousseff

Cartaz do Movimento Brasil Livre (MBL) anuncia protestos para o dia 16 de agosto de 2015. Cerca de 200 cidades aderem aos protestos contra o governo da presidenta Dilma Rousseff, relata Movimento Brasil Livre.

Cartaz do Movimento Brasil Livre (MBL) anuncia protestos para o dia 16 de agosto de 2015. Cerca de 200 cidades aderem aos protestos contra o governo da presidenta Dilma Rousseff, relata Movimento Brasil Livre.

Estimativas indicam que 234 cidades no Brasil e no exterior devem organizar protestos contra a presidenta Dilma Rousseff no domingo (16/08/2015), segundo dados divulgados pelos organizadores nesta quarta-feira (12/08/2015).

Em Feira de Santana, grupos ligados a liderança do prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) planejam inciar protestos em frente ao paço municipal Maria Quitéria. A mobilização está marcada para a tarde de domingo (12/08), às 15 horas. Em movimentos similares, ocorridos em datas anteriores, os protestos reuniram cerca de 500 pessoas.

Os principais grupos por trás dos protestos são o MBL (Movimento Brasil Livre), Vem Pra Rua e Revoltados On Line. Grupos que defendem a intervenção militar, como UND (União Nacionalista Democrática) e Pátria Amada Brasil, também terão seus carros no ato.

Campanha anti-impeachment

Também neste domingo, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) organiza um abraço coletivo “em defesa da democracia”, na frente do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Na quinta-feira (20/08/2015) movimentos sociais organizam manifestações em dez capitais brasileiras. Na semana passada, o PT convocou sua militância a comparecer nesses atos para protestar contra “a ofensiva da direita” e defender a permanência de Dilma no poder.

Representantes de movimentos sociais, porém, alegam que os atos não serão pró-governo.

“Somos contra o golpismo porque pôr o Temer ou o Cunha na presidência não é solução para nada, mas esse não é um movimento de ‘Viva a Dilma’. Somos contra o ajuste fiscal promovido pelo governo e também contra esse descalabro que é a Agenda Brasil [conjunto de propostas apresentadas pelo PMDB ] “, afirma Gulherme Boulos, representante do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e colunista da jornal Folha de São Paulo.

*Com informações do Jornal Folha de São Paulo.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br