A Zona Azul no Município de Vitória de Santo Antão

A Zona Azul no Município de Vitória de Santo Antão opera apenas com parquímetro.

A Zona Azul no Município de Vitória de Santo Antão opera apenas com parquímetro.

O Secretário de Trânsito do Município de Vitória de Santo Antão (Pernambuco), Elmo Hildebrando Lima, respondeu ao questionamento do Jornal Grande Bahia concernente ao serviço da Zona Azul do município. A finalidade do questionamento é observar como o serviço é implantando, e de que forma ocorre o funcionamento do sistema em algumas cidades do país.

Confira os questionamentos

Jornal Grande Bahia – Qual empresa é responsável pelo serviço de Zona Azul?

Hildebrando Lima– SinalPark.

JGB – Quando o serviço foi implantado?

Hildebrando Lima– Maio de 2013.

JGB – Quantas vagas de estacionamento a empresa opera para carros e para motos?

Hildebrando Lima– 1.000 vagas totais.

JGB – Atualmente, quantas vagas são operadas através de parquímetro?

Hildebrando Lima –  100%.

JGB – Quais outras formas de controle são realizadas (tipo smartphone, talão, etc), e quantas vagas são operadas por cada sistema?

Hildebrando Lima – Monitores com smartphones e impressoras atuam fiscalizando as áreas. Para o cliente, é disponibilizado também cartão recarregável.

JGB – Qual o valor da hora de estacionamento para carros e motos?

Hildebrando Lima– Carros R$ 1,50, e motocicletas R$ 0,70.

JGB – Qual o limite de tempo para uso da vaga?

Hildebrando Lima– Até 4 horas.

JGB – Qual o nível de satisfação da administração municipal?

Hildebrando Lima – Ótimo.

JGB – Qual o nível de satisfação da população?

Hildebrando Lima – Resultado da pesquisa apontou 83% de aprovação entre Ótimo, bom e regular.

Conceito de Zona Azul

Zona Azul ou Área Azul é uma modalidade de estacionamento que utiliza serviço regulamentado de cobrança de estacionamentos em vias públicas das cidades brasileiras, com a finalidade de disciplinar o uso das vagas e incentivar a rotatividade.

A ideia é que limitando o tempo de estacionamento é possível estimular a rotatividade de veículos, ampliando o fluxo de pessoas, ao longo do dia, em uma determinada área do município. Geralmente o serviço oferece seguro contra danos ou roubo do veículos.

Regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro e por leis municipais, na maioria das cidades funciona nas seguintes categorias: “uma hora”, “duas horas” e “carga e descarga”.

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.