A Zona Azul no Município de Concórdia

A Zona Azul no Município de Concórdia adota diferentes formas de cobrança, a exemplo de talão, smartfone, parquímetro, moeda.

A Zona Azul no Município de Concórdia adota diferentes formas de cobrança, a exemplo de talão, smartfone, parquímetro, moeda.

O diretor de trânsito do Município de Concórdia (Santa Catarina) Elmo Antônio Richardi respondeu aos questionamentos do Jornal Grande Bahia concernentes ao serviço da Zona Azul do município. A finalidade dos questionamentos é observar como o serviço é implantando, e de que forma ocorre o funcionamento do sistema em algumas cidades do país.

Confira os questionamentos

Jornal Grande Bahia – Qual empresa é responsável pelo serviço de Zona Azul?

Elmo Richardi – Xavante Sistemas.

JGB – Quando o serviço foi implantado?

Elmo Richardi – Abril de 2013.

JGB – Quantas vagas de estacionamento a empresa opera para carros e para motos?

Elmo Richardi – 2 mil vagas de carro, as motos são isentas.

JGB – Atualmente, quantas vagas são operadas através de parquímetro?

Elmo Richardi – 400 vagas.

JGB – Quais outras formas de controle são realizadas (tipo smartphone, talão, etc), e quantas vagas são operadas por cada sistema?

Elmo Richardi – Talão, smartfone, parquímetro, moeda.

JGB – Qual o valor da hora de estacionamento para carros e motos?

Elmo Richardi – $ 1,00 por hora.

JGB – Qual o limite de tempo para uso da vaga?

Elmo Richardi – 2 horas.

JGB – Qual o nível de satisfação da administração municipal?

Elmo Richardi – 60 %.

JGB – Qual o nível de satisfação da população?

Elmo Richardi – Não temos esta informação atualizada.

Conceito de Zona Azul

Zona Azul ou Área Azul é uma modalidade de estacionamento que utiliza serviço regulamentado de cobrança de estacionamentos em vias públicas das cidades brasileiras, com a finalidade de disciplinar o uso das vagas e incentivar a rotatividade.

A ideia é que limitando o tempo de estacionamento é possível estimular a rotatividade de veículos, ampliando o fluxo de pessoas, ao longo do dia, em uma determinada área do município. Geralmente o serviço oferece seguro contra danos ou roubo do veículos.

Regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro e por leis municipais, na maioria das cidades funciona nas seguintes categorias: “uma hora”, “duas horas” e “carga e descarga”.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).