SecultBA inscreve para Edital Mobilidade Artístico Cultural 2015

Edital possibilita suporte financeiro, via Fundo de Cultura da Bahia, a artistas e promotores culturais adquirirem experiências em outros países e estados brasileiros.

Edital possibilita suporte financeiro, via Fundo de Cultura da Bahia, a artistas e promotores culturais adquirirem experiências em outros países e estados brasileiros.

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) abrirá na próxima quarta-feira, (08/07/2015), as inscrições para o edital Mobilidade Artístico Cultural 2015. O edital oferece suporte financeiro a artistas e promotores culturais selecionados possibilitando que tenham experiências em outros países e estados brasileiros. As inscrições podem ser realizadas por meio de envio de documentação via Correios. Serão duas seleções em 2015 que visam apoiar iniciativas de residência, de formação, de intercâmbio e difusão artístico-cultural no Brasil e no exterior, com o valor total de R$ 500 mil via Fundo de Cultura do Estado da Bahia. As inscrições para a primeira seleção vão até o dia 07/08/2015 e a segunda seleção começa em 08/08 e segue até 07/09/2015.

O edital Mobilidade Artístico Cultural 2015 contribui para o desenvolvimento e inserção nacional e internacional do setor cultural do Estado, e para a circulação de artistas e propostas culturais. O financiamento irá possibilitar residências, intercâmbios, difusão, circulação e formação na área de artes e cultura para pessoas, grupos ou obras. Alexandre Simões, superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, analisa que essa chamada pública promove a inserção qualificada do Estado no cenário internacional, estimulando o diálogo intercultural, a aprendizagem, trabalhos colaborativos e o acesso a novos conteúdos. “O Programa de Apoio à Mobilidade Artística e Cultural espera contribuir para o desenvolvimento e renovação da cena cultural local, a aproximação e fortalecimento de laços culturais com outros países e a criação de oportunidades de negócios, com a promoção de exportação de bens e serviços culturais, e de participação no mercado internacional”, afirma o superintendente.

Para as residências artístico-culturais, o edital contempla a permanência fora do estado ou país de domicílio, por um período mínimo de seis semanas, de artistas ou profissionais da cultura para se concentrar inteiramente em um projeto específico que esteja em fase de pesquisa, concepção, produção ou finalização. Para as formações artístico-culturais, o edital prevê a participação de artistas ou profissionais da cultura em cursos, oficinas ou estágios, fora do estado ou país de domicílio, em entidades de referência no domínio das artes e/ou da cultura, que contribuam para o aperfeiçoamento, a qualificação e a capacitação técnica e/ou artística do proponente. No aspecto do intercâmbio e difusão, o edital proporciona a troca de conhecimentos e experiências, bem como a circulação e a distribuição de produções artísticas e culturais em outro estado brasileiro ou país, contemplando a participação de artistas e profissionais da cultura em atividades culturais nacionais e internacionais, podendo a viagem destinar-se a apresentação de trabalho próprio; circulação de artistas ou grupos baianos; pesquisa e prospecção; promoção de bens e serviços culturais (participação em feiras setoriais); construção e dinamização de redes, entre outros.

Edições anteriores – Em 2014, foram realizadas três chamadas totalizando 90 propostas apresentadas, 47 inscritas após passarem por análise prévia e 24 projetos contemplados, com países destino tais como Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Inglaterra, Alemanha e França. Desde 2007, foram 147 projetos apoiados. Grupos e artistas tais como o Samba Chula de São Braz, Baianasystem, Vandex e Toco Y Me Voy; espetáculos teatrais tais como O Sapato de Meu Tio e Entre Nós; estágios, intercâmbios e participações em eventos e festivais foram executados e possibilitados através do edital.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias Estaduais de Cultura e da Fazenda da Bahia. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativosEventos Culturais CalendarizadosMobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia | Geddel Vieira Lima declara: “Quero ser senador para trabalhar para a Bahia e mostrar que é possível transformar a vida das pessoas com trab... Geddel Vieira Lima: “Quero ser senador para trabalhar para a Bahia e mostrar que é possível transformar a vida das pessoas com trabalho". Em entrevi...
Governador Jaques Wagner e o prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, lamentam morte de João Falcão Carlos Augusto, diretor do Jornal Grande Bahia; João Falcão, Emiliano José, Deputado Federal e Sérgio Jones, jornalista. Morte de João Falcão encerra...
Ministério Público da Bahia terá recesso de 20 de dezembro a 6 de janeiro A partir da próxima segunda-feira, dia 20/12/2010, até o dia 6 de janeiro de 2011, não haverá expediente no Ministério Público do Estado da Bahia em f...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br