Professores da UESB divulgam moção de repúdio aos deputados

Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB) repudia posicionamento dos deputados.

Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB) repudia posicionamento dos deputados.

Nota emitida na terça-feira (23/07/2015) por professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) repudia posicionamento dos deputados, com relação ao movimento grevistas nas universidades estaduais.

Confira teor da nota

Moção de repúdio aos deputados 

Os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em greve desde o dia 13 de maio, vêm a público repudiar o silêncio e omissão dos parlamentares Waldenor Pereira Filho, Deputado Federal (PT) e ex-reitor da UESB, José Raimundo Fontes, Deputado Estadual (PT) e ex-presidente da ADUSB e Jean Fabrício Falcão, Deputado Estadual (PCdoB) e ex-aluno da UESB, em relação à Greve e por contribuírem para o agravamento da crise das Universidades Estaduais Baianas.

Enquanto os docentes das Universidades da Bahia reivindicam respeito aos direitos trabalhistas, mais recursos e autonomia para as Instituições, esses parlamentares preferem o silêncio tácito de quem consente com o sucateamento de nossas Universidades e o fim da carreira do magistério público superior.

Nunca é demais lembrar ao povo da Bahia a importância das Universidades Públicas Estaduais (UESB, UNEB, UESC e UEFS), especialmente sua interiorização no Estado, para o desenvolvimento socioeconômico das regiões onde estão inseridas. Todavia, ao invés de investir na ampliação e na melhoria da qualidade dessas Instituições, o Governo, responsável pela manutenção de mais de 60 mil estudantes fora de sala de aula, mente e protela o processo de negociação com os professores das Universidades.

Além de reduzir o investimento no ensino superior público e socialmente referenciado, Rui Costa (PT) não respeita direitos trabalhistas. A carreira dos professore(a)s das quatro universidades estaduais baianas foi regulamentada em lei, por meio de duras lutas contra o governo carlista, autoritário e repressor. Agora, com a conivência de Waldenor Pereira, José Raimundo e Jean Fabrício Falcão, o Governo do Partido dos Trabalhadores confisca direitos assegurados em lei.

Diante do exposto, professoras e professores da UESB, reunidos em assembléia geral no campus de Jequié, no dia 28 de maio de 2015, repudiam veementemente a atitude desses parlamentares e de todos aqueles que, em nome do governo do Estado, confundem a opinião pública ou se omitem diante da gravíssima situação imposta pelo Governo petista às Universidades Estaduais da Bahia em geral e, a UESB em particular, razão pela qual se aprova a presente moção de repúdio.

Vitória da Conquista, 20 de julho de 2015.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br