Governo Federal decreta situação de emergência em 106 municípios baianos

Na Bahia, o reconhecimento da situação de emergência abrange 106 dos 417 municípios do estado.

Na Bahia, o reconhecimento da situação de emergência abrange 106 dos 417 municípios do estado.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional reconheceu a situação de emergência em municípios do Piauí, de Alagoas e da Bahia em razão da seca. As portarias da secretaria foram publicados no Diário Oficial da União de terça-feira (21/07/2015). No total, 296 municípios nos três estados foram afetados pela estiagem.

O Piauí tem o maior número de cidades em emergência: 152, dos 224 municípios do estado. Uma das regiões mais afetadas é São Raimundo Nonato, onde fica o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Sul do estado. Segundo o secretário estadual de Defesa Civil, Hélio Isaías da Silva, os efeitos da seca nessa área prejudicam 110 mil pessoas, em nove municípios, que dependem da barragem Petrônio Portela. O reservatório está com apenas 12% de sua capacidade e a água, em razão do baixo nível, não tem qualidade para o consumo.

Para melhorar a situação do estado, os carros-pipa abastecem as zonas urbanas. Estão sendo instaladas adutoras para levar água de outros mananciais aos municípios mais atingidos pela seca. De acordo com o secretário, o governo do estado já recebeu R$ 12 milhões do Ministério da Integração Nacional e aguarda a liberação de R$ 9,7 milhões para prosseguir com as ações emergenciais.

Em Alagoas, 38 dos 102 municípios do estado estão em emergência em consequência da dificuldade de acesso aos mananciais. Segundo o major Moisés Pereira de Melo, integrante da Defesa Civil estadual, o reconhecimento da situação vai possibilitar a liberação de R$ 20 milhões solicitados ao Governo Federal para apoiar as populações afetadas.

O major explica que, atualmente, R$ 1,5 milhão é empregado em carros-pipa, mas o valor só cobre os custos do serviço por 30 dias. “A zona rural está sem acesso à água e há municípios que já entraram em colapso, como Cacimbinhas e Dois Riachos”, disse. Com os recursos do governo federal, o estado planeja ampliar o número de carros-pipa, realizar a limpeza de mananciais e instalar adutoras para levar água às zonas urbanas.

*Com informação da Agência Brasil

Outras publicações

No Paraná, bancários discutem propostas e decidem sobre fim de paralisação hoje à noite Curitiba – O Sindicato dos Bancários de Curitiba deve orientar a categoria a aceitar a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaba...
Instituições de ensino superior podem acessar resultados do Enade 2009 A partir de hoje (19/11/2010), as 1.695 instituições de ensino superior que participaram em 2009 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade...
Diminuição de despesas causou a redução do deficit do setor público, diz BC O diretor de Política Monetária do Banco Central (BC), Túlio Maciel. O chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, disse ho...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br