Vereadores de Feira de Santana comentam sobre início das obras do BRT

Edvaldo Lima: “Eu aconselho o prefeito José Ronaldo que vá ser assessor do prefeito de Curitiba, para saber como cuidar da cidade e, assim, saber cuidar do Centro de Abastecimento”.

Edvaldo Lima: “Eu aconselho o prefeito José Ronaldo que vá ser assessor do prefeito de Curitiba, para saber como cuidar da cidade e, assim, saber cuidar do Centro de Abastecimento”.

Edvaldo Lima diz que estação do BRT é ponto de ônibus coberto

O vereador Edvaldo Lima (PP), utilizou a tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (29/06/2015), para criticar o início de obras do BRT, afirmando que o terminal do bairro do Sítio Novo/Pampalona será um ponto de ônibus com cobertura.

“Eu fiquei atentamente ouvindo os companheiros que utilizaram a tribuna para fazer festa pelo lançamento do BRT, mas isto não é lançamento coisa nenhuma, apenas um ponto de ônibus coberto lá na Pampalona, que o Governo não teve coragem de lançar na avenida Getúlio Vargas. O Governo estará realizando às 10 horas o lançamento de um ponto de ônibus coberto na Pampalona e a imprensa ainda dá tanta divulgação para isto”, criticou.

O edil também fez críticas às presenças do governador Rui Costa (PT) e do ministro das Cidades, Gilberto Kassab. “Não posso entender que o nosso governador saia do Centro Administrativo, e o ministro das Cidades saia de Brasília para participar do lançamento de um ponto de ônibus em Feira”, lamentou.

Edvaldo denunciou ainda o abandono dos terminais de transbordo de Feira de Santana. “A maioria dos pontos de ônibus na cidade estão descobertos. Isto é a mesma coisa que ele (José Ronaldo) já fez no passado, e a população não quer mais entrar em estações de transbordo, que nem banheiro tem”, afirmou.

O vereador avalia como maquiagem o que está sendo feito pelo Município. “Não sei por que a imprensa dá tanta ênfase a quem não tem nada para mostrar. A maquiagem está implantada em Feira de Santana, na educação, na saúde”, listou.

Edvaldo Lima sugeriu ao chefe do Executivo Municipal que passasse um tempo como assessor do prefeito Gustavo Bonato Fruet, do município de Curitiba. “Eu aconselho o prefeito José Ronaldo que vá ser assessor do prefeito de Curitiba, para saber como cuidar da cidade e, assim, saber cuidar do Centro de Abastecimento”, recomendou.

O líder da bancada do Governo, vereador José Carneiro (PSL), em aparte, comentou as declarações do vereador Edvaldo Lima (PP). “Dou graças a Deus que o governador e o ministro não pensem como o senhor. Um projeto de R$ 100 milhões não pode ser considerado um ponto de ônibus coberto; é uma obra que irá resolver o problema do transporte coletivo nesta cidade”, disse.

Novamente com o uso da palavra, o oposicionista declarou que, antes de iniciar novas obras, o Governo Municipal deve solucionar os problemas das estações de transbordo. “É preciso resolver o problema dos demais que estão aí. Ninguém consegue mais entrar no transbordo do Tomba, que não tem mais condições”, reclamou Edvaldo Lima.

Pablo diz que Edvaldo está tentando desqualificar a obra do BRT

Após o vereador Edvaldo Lima (PP) classificar como um “ponto de ônibus coberto” a implantação da Estação de Transbordo no bairro Sítio Novo, que dá inicio as obras do BRT de Feira de Santana, o edil Pablo Roberto (PMDB) disse que o oposicionista “viajou legal na maionese” ao dar esta declaração.

“Vossa Excelência esquece que seu governador, que mesmo sem ter o Governo do Estado colocado 50 centavos nas obras do BRT, colocou no site oficial do Governo que, hoje pela manhã, estaria aqui dando ordem de serviço ao BRT. O ministro Gilberto Kassab colocou também na página do Ministério das Cidades que estaria em Feira de Santana hoje dando ordem de serviço, apesar de sabermos que os R$ 90 milhões, que serão investidos no BRT, quem vai pagar é o povo de Feira”, ressaltou.

O peemedebista acrescentou: “os 90 milhões é fruto de um empréstimo; não é dinheiro que está saindo dos cofres da União, está saindo da Caixa Econômica Federal, e vamos pagar com juros e, Feira de Santana, como sempre tem feito ao longo da sua história, honrará criteriosamente o compromisso com esse banco público. Tentar desqualificar hoje esse que é, sem sombra de dúvida, o maior investimento de todos os tempos que Feira de Santana assiste, me desculpe vereador Edvaldo, é uma ignorância”, afirmou.

Pablo argumentou que o projeto do BRT, além de ser discutido em várias audiências públicas, tem o parecer favorável da Caixa Econômica Federal, Ministério das Cidades, do Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal.

David Neto diz obra do BRT é uma das maiores obras do Nordeste

Em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, o vereador David Neto (PTN) destacou o início das obras do BRT (Transporte Rápido por Ônibus),  nesta segunda-feira (29), com a implantação da Estação de Transbordo no bairro Sítio Novo, na região Noroeste do município de Feira de Santana.

Em sua opinião, o sistema de transporte coletivo de passageiros, que pretende proporcionar mais rapidez, pontualidade e maior mobilidade urbana, é uma das maiores obras do Nordeste.

Na oportunidade, o edil destacou o empenho do Governo Municipal para implantação do BRT. “Se não fosse o prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM), que se juntou com o seu secretariado para fazer esse projeto,  essa obra não iria contemplar Feira de Santana. Não adianta o PT chegar lá hoje e dizer que foi ele quem trouxe. Se não fosse o prefeito José Ronaldo de Carvalho essa obra não estaria em Feira de Santana; é uma evolução muito grande para o nosso município”, afirmou David Neto.

Em seguida, ele pediu ao vice-presidente do Legislativo Feirense, Roque Pereira (PTN), que presidia a sessão ordinária, que lhe dispensasse das atividades legislativas desta segunda-feira, para que pudesse participar do evento do início das obras do BRT, no bairro Sítio Novo, região onde, segundo David Neto, tem sido alvo de várias indicações dele para que haja melhorias significativas no transporte público.

Nery defende Edvaldo Lima sobre declaração a respeito do BRT

O líder da bancada de oposição, Alberto Nery (PT), em discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (29/06/2015), se pronunciou sobre a declaração do vereador Edvaldo Lima (PP) de que é “um ponto de ônibus coberto” a implantação da Estação de Transbordo no bairro Sítio Novo, que dá inicio as obras do BRT de Feira de Santana.

“Eu quero fazer uma alusão a fala do nosso companheiro e colega Edvaldo Lima. Quando Edvaldo falou do ponto de ônibus coberto, ele está querendo se referir a realidade que nós vivenciamos nos dias atuais. Há dez anos, este mesmo prefeito inaugurou os transbordos do nosso município, que não passam hoje de apenas terminais de ônibus cobertos, onde não oferecem nenhuma segurança aos usuários e têm sujeira constante. O que está sendo assinado hoje é para a construção de mais um desses ‘transtornos’ na vida do povo de Feira de Santana”, afirmou o petista.

Nery fez questão de salientar que não é contra a implantação do BRT. “Agora, o que está sendo proposto à Feira de Santana, nós queremos e entendemos que ele deve ser amplamente debatido com a sociedade de Feira de Santana”, pontuou.

Lulinha critica evento do Município no mesmo horário da sessão da Câmara 

O vereador Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha (PEN), nesta segunda-feira (29), na Câmara Municipal de Feira de Santana, criticou os assessores do prefeito José Ronaldo por terem agendado o início das obras do BRT para o mesmo horário em que acontece a sessão ordinária na Casa da Cidadania, inviabilizando assim o comparecimento dos edis ao evento.

“Gostaríamos de estar presentes hoje no lançamento da pedra fundamental do BRT, um dos maiores projetos e de extrema importância para a nossa cidade. Lamentamos que marcaram para o mesmo horário da sessão nesta Casa, em um dia importante que ocorrem a votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)”, criticou e sugeriu que este tipo de evento fosse realizado à tarde para que os vereadores possam marcar presença.

O edil informou que o deputado federal José Nunes (PSD) estaria presente no início das obras. “O deputado José Nunes esteve recentemente em uma reunião com o ministro Gilberto Kassab pedindo recursos para Feira de Santana. Eu poderia estar acompanhando o deputado e, junto com ele, aproveitar a chance de Kassab em Feira para pedir mais recursos para o nosso município”, disse Lulinha.

Outras publicações

O direito à Constituição é tema de congresso na UEFS O debate e a difusão dos direitos constitucionais serão temas do 3º Congresso Princesa do Sertão que reúne estudantes e profissionais de diversas inst...
III Fórum do Pensamento Critico da Bahia ocorre no CCAAm, em Feira de Santana III Fórum do Pensamento Critico da Bahia ocorre em Feira de Santana. O III Fórum do Pensamento Critico da Bahia será realizado dia 18 de março de 20...
Projeto ‘Neojiba nos Bairros’ chega à Base Comunitária da Rua Nova, em Feira de Santana Orquestra Juvenil de Feira de Santana. O Núcleo de Prática Orquestral e Coral de Feira de Santana, uma parceria do Instituto Antônio Gasparini com o...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br