Serviços básicos são prejudicados pela ação do crime organizado na Bahia, avalia deputado

Deputado Carlos Geilson avalia violência na capital e interior.

Deputado Carlos Geilson avalia violência na capital e interior.

A violência e o tráfico de drogas na capital baiana e no interior foram pautas do pronunciamento do deputado estadual Carlos Geilson, nesta terça-feira (01/06/2015), na Assembleia Legislativa da Bahia. Para o deputado, Salvador vive um problema crônico de insegurança, que está afetando, inclusive, serviços básicos como saúde e educação.

“De acordo os noticiários, em vários bairros de Salvador, as ambulâncias do SAMU não têm acesso, porque os traficantes não permitem que os moradores sejam atendidos. Em alguns episódios, só tem acesso se forem acompanhados da viatura da polícia”, frisou o parlamentar.

Geilson citou que já aconteceu situações, em que os profissionais foram até ameaçados e agredidos, por prepostos do tráfico no interior da Bahia, e principalmente, na capital. “A realidade que dizem os governistas não passa de ficção. De fato, não existe, é inverosímel. O tráfico tomou conta do estado da Bahia, não tem uma cidade, não tem um lugarejo que nós não temos hoje a imposição do crime organizado”, criticou o deputado.

O parlamentar ainda lembrou que nos confrontos entre polícia e bandido, muitas vezes o policial sai em desvantagem, uma vez que o crime está mais bem aparelhado do que o próprio estado e aproveitou pra questionar como essas armas entram no estado. “As armas entram livremente, por onde entram? Nos presídios o problema é igual. O acesso é muito fácil, seja de armas ou de aparelhos eletrônicos, vide essa última rebelião em Feira de Santana”, criticou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br