Salvador: Teatro Gregório de Mattos é reinaugurado após intensa revitalização

Espaço estava fechado há sete anos e é o quarto entregue pela atual gestão na área cultural.

Espaço estava fechado há sete anos e é o quarto entregue pela atual gestão na área cultural.

O Teatro Gregório de Mattos será finalmente reaberto ao público, após sete anos fechado por problemas estruturais. A reinauguração do espaço será na quinta-feira (11/06/2015), com uma programação que contará com nomes da cena cultural baiana, como o ator Jackson Costa, e com uma exposição “Amar a Lina”, que homenageia Lina Bo Bardi, responsável pelo projeto arquitetônico do espaço, desenvolvido em 1986. O evento de abertura será para convidados, sendo realizado a partir das 19h no espaço, localizado na Praça Castro Alves, s/n, Centro de Salvador, atrás do Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha.

Esse é o terceiro equipamento cultural revitalizado pela atual gestão municipal, gerenciado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), e contou com investimentos da ordem de R$ 2 milhões, sendo metade de recursos públicos e outra metade privados. O Teatro Gregório de Mattos encorpa o grupo de espaços culturais entregues à população pelo empenho do poder público, que já revitalizou o Espaço Cultural da Barroquinha e a Casa do Benin. Isso sem contar na Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai, que já é um sucesso de público, com mais de seis mil visitantes em cerca de oito meses aberta ao público como memorial, após intervenção da Secretaria Municipal de Cultura.

Com projeto arquitetônico idealizado por Lina Bo Bardi, a reforma conservou as características originais do teatro, que tem formato alternativo e está apto a receber propostas de diversas linguagens artísticas, como teatro, música, dança, literatura e artes visuais. Por isso, tem arquitetura alternativa, que permite várias disposições da plateia, podendo receber até 400 pessoas. A parceria com o Itaú Unibanco S.A., por meio do Programa de Adoção de Equipamentos Culturais e Turísticos, viabilizou intervenções, como novas instalações elétricas, de incêndio e para-raios; equipamentos de som, iluminação cênica e expositiva do teatro; reestruturação da ladeira da Barroquinha, com escada de granito e calçada de pedras portuguesas.

Jackson Costa comemorou a abertura do espaço e a oportunidade de participar da primeira apresentação após a revitalização do equipamento, que considera vital para a cena cultural da cidade. “Salvador tem uma carência de espaços que tenham formatos alternativos. O Teatro Gregório de Mattos propõe uma nova relação entre palco e plateia. Não deveria ter ficado tanto tempo fechado, e é bom ver que um complexo de cultura vai se constituindo ao lado do Espaço Cultural da Barroquinha e do Glauber Rocha. A cidade vai naturalmente retornando a esse lugar, que sempre foi tão importante para a nossa história. Isso mobiliza a cultura da cidade para essa região”, observou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br