Salvador: durante 5º Congresso Nacional do PT, deputado defende novo rumo do partido

Ex-presidente Lula e presidenta Dilma Rousseff  querem união dos setores populares.

Ex-presidente Lula e presidenta Dilma Rousseff querem união dos setores populares.

O primeiro dia de debates no 5º Congresso Nacional do PT em Salvador foi marcado pela presença da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e de políticos da base aliada, além de militantes, secretários de estado e dirigentes de todo o país. A quinta-feira (11/06/2015) ainda teve disputa nas ruas e todo o clima para aguçar ainda mais o embate a favor da inclusão de setores populares nas discussões do rumo do país. Representando o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o deputado federal Valmir Assunção foi saudado por Lula e defendeu o projeto de sociedade em curso no Brasil. Para Valmir é preciso seguir mobilizando os movimentos sociais para garantir direitos trabalhistas, benefícios sociais e não deixar que pautas polêmicas sejam aprovadas sem participação popular.

“Não podemos retroceder, é por isso que vamos brigar pelo fim dos autos de resistências, contra a redução da maioridade penal e por uma Constituinte Exclusiva para mudar de fato o sistema político e não essa ‘pseudo reforma’ em tramitação na Câmara”, diz Valmir, se referindo aos ataques da oposição e da investida de desestabilizar o governo. Quem também foi contra a redução da maioridade penal foi o ex-presidente Lula. “Querem mandar para a cadeia aqueles que deveriam estar nas escolas, querem acabar com o sistema de cotas para mandar os pobres e os negros de volta ao tempo onde não tinham a oportunidade de estudar e acender socialmente. [A agenda] é promover a intolerância e sancionar o preconceito contra a população LGBT”, aponta.

Para o ex-presidente, a oposição do país quer instalar uma democracia submetida aos interesses de poucos. “Enquanto o PT for a voz dos que nunca tiveram voz, estará vivo no coração de milhões de brasileiros. O PT nasceu para ser o porta-voz do futuro e não pode se acomodar jamais. Por isso temos de estar sempre vigilantes, corrigindo nossos erros, mudando o que for preciso mudar e conversando sempre com o povo mais humilde, trabalhador que tanto necessita do partido”, salienta Lula, que no pronunciamento ainda falou da volta do crescimento do lucro da Petrobras e que outros setores do país seguirá crescendo.

Já Dilma garantiu que manterá os programas sociais e apontou para novos incentivos que fará o Brasil retomar o crescimento econômico. “Vamos lançar um novo plano safra para a agricultura familiar e vai contar com mais recursos e vamos continuar batendo recorde de agrícola de qualidade”. A presidente ainda detalhou o novo programa de concessões e os investimentos em rodovias, ferrovias, portos e aeroportos no valor de R$ 198 bilhões. “O PT tirou 36 milhões de pessoas da extrema pobreza, agora, no ano passado, saímos do mapa da fome da FAO e levamos mais de 50 milhões de pessoas para a classe média, com mobilidade social única no mundo… E o Brasil continuará crescendo”.

Outras publicações

Novo emissário submarino beneficiará mais de um milhão de baianos No seu programa de rádio desta terça-feira (17/05/2011), gravado diretamente de Frankfurt, na Alemanha, de onde retornou de uma missão comercial a ess...
Programa de intercâmbio para adolescentes une aulas de inglês com trabalho voluntário na África do Sul Salvador, 01 de novembro de 2011 - A CI Intercâmbio criou um Programa de Intercâmbio Teen, direcionado para adolescentes entre 14 a 17 anos, com desti...
Teatro Gregório de Mattos recebe projeto ‘Cena, Som & Fúria’ Luciano Bahia participa do projeto 'Cena, Som & Fúria'. O Teatro Gregório de Mattos será ocupado no segundo semestre, de julho a outubro de 2015...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br