Saiba quais exames não podem faltar antes de começar a correr

Exercício físico é essencial para a saúde.

Exercício físico é essencial para a saúde.

Luiz Augusto Lavalle, cardiologista do Hospital São Vicente- FUNEF, explica que a avaliação pré-participação varia de acordo com a idade e a intensidade desejada para a atividade física.

Entrar em forma e manter a saúde em dia é um desejo de grande parte dos brasileiros. E uma das maneiras de conseguir um resultado satisfatório e prazeroso é a corrida de rua. Mas antes de dar o pontapé inicial na atividade física que conta com mais de 6 milhões de adeptos no Brasil, é necessário passar por uma Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP).

“Nessa avaliação, o médico vai solicitar exames de acordo com a idade para verificar a possibilidade de presença de doenças e com a intensidade da atividade, variando desde lazer, passando por amador até profissional”, explica Luiz Augusto Lavalle, médico cardiologista do Hospital São Vicente – FUNEF, de Curitiba (PR).

Nos casos mais simples, além da avaliação clínica inicial, são realizados eletrocardiograma, hemograma completo, glicemia de jejum, ureia e creatinina, lipidograma completo e ácido úrico. “Hepatograma (TGO, TGP, gama-GT, bilirrubinas, TAP/INR), exame de urina e exame parasitológico de fezes completam a lista”, detalha o especialista.

Já os exames funcionais, como o teste de esforço, ecocardiograma de estresse e cintilografia, são indicados para atletas ou pessoas com mais de 60 anos de idade. “Fora desse quadro, a necessidade de exames funcionais vai depender dos resultados da Avaliação Clínica Pré-Participação. Se houver alguma normalidade na APP, pode resultar em outros tipos de exames cardiológicos e não cardiológicos”, lembra Lavalle.

Atestado liberatório 

O cardiologista do Hospital São Vicente – FUNEF salienta que ao final da avaliação o médico terá de fornecer ao paciente um atestado de aptidão ou liberatório para as corridas. Neste atestado, deverá constar o tipo de esporte para o qual a pessoa está apta de acordo com uma classificação específica que leva em conta a estática e a dinâmica da modalidade. “Não há nada que substitua a avaliação clínica inicial”, completa o médico.

Exames obrigatórios na Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP) 

·         Eletrocardiograma;

·         Hemograma completo;

·         Glicemia de jejum, ureia e creatinina;

·         Lipidograma completo;

·         Ácido úrico;

·         Hepatograma (TGO, TGP, gama-GT, bilirrubinas, TAP/INR);

·         Exame de urina;

·         Exame parasitológico de fezes.

Exames obrigatórios para pessoas acima de 60 anos ou atletas

·         Teste de esforço;

·         Ecocardiograma de estresse;

·         Cintilografia.

Outras publicações

Deputado Carlos Geilson pede que governo da Bahia ajude Fazenda da Esperança Irmã Dulce; centro cuida de dependentes químicos em São Gonçalo dos Campos Sede da Fazenda da Esperança Irmã Dulce fica em São Gonçalo dos Campos. Projeto surgiu da articulação da sociedade civil e busca recuperar dependente...
Deputado Targino Machado: “Sou radicalmente contra a privatização do Hospital Clériston Andrade” Targino Machado: "O Hospital Geral Clériston Andrade vem sendo, de propósito, sucateado, para, em seguida, ser privatizado." Em discurso no plenário...
Secretaria da Saúde da Bahia adotará novo modelo de contratação de médicos Segundo a assessoria, é de interesse do Governo do Estado a participação de entidades representativas dos médicos e, para tanto, a Sesab convidou o C...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br