Prêmio Arlindo Fragoso incentiva empreendedorismo e inovação

Prêmio Arlindo Fragoso  edição 2015 mantém inscrições abertas.

Prêmio Arlindo Fragoso edição 2015 mantém inscrições abertas.

Foi prorrogado para o dia 15 de junho o prazo para as inscrições do Prêmio Arlindo Fragoso de Tecnologia e Inovação – Edição 2015. A iniciativa está sendo realizada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-BA) em conjunto com o Instituto Politécnico da Bahia (IPB) e conta com a parceria de entidades e empresas. A ideia é contribuir para a formação de profissionais inovadores na área tecnológica na Bahia, estimular a geração de conhecimento e a cultura empreendedora, através do desenvolvimento de projetos de pesquisa focados na busca de soluções sustentáveis para as áreas de energia, saneamento básico, construção civil, segurança pública, produção agrícola e produção mineral.

O Crea-BA tem realizado diversas ações de divulgação nas instituições de ensino superior da Bahia. Por meio de 15 palestras em 11 universidades no período de março a maio, professores e alunos conheceram e esclareceram dúvidas relacionadas ao prêmio.

Poderão participar do edital propostas inéditas que apresentem potencial de introdução no mercado ou que contenham alguma característica nova e diferente do padrão em vigor. Estudantes devidamente matriculados nos cursos superiores da área tecnológicas, vinculados ao Sistema Confea/Crea no Estado da Bahia (de instituições públicas ou privadas), e que tenham cursado pelo menos 50% dos períodos da graduação até o fim do semestre 2015.1, poderão se inscrever.

Os 10 melhores trabalhos serão divulgados no dia 30 de outubro e a divulgação dos trabalhos premiados e entrega da premiação está prevista para o dia 11 de dezembro, data em que se comemora o Dia do Engenheiro. Os interessados deverão preencher a Ficha de Inscrição disponível no site do Crea, imprimi-la, assiná-la e enviá-la ao Gabinete da Presidência do Crea-BA – Rua Professor Aloísio de Carvalho Filho, 402, Engenho Velho de Brotas. CEP – 40243-620.

Como funciona – A participação no concurso deverá ser por equipes formadas de até três alunos de curso superior da área tecnológica, sendo possível a participação de até dois alunos de cursos de outras áreas de conhecimento, sendo obrigatória a inscrição conjunta de um orientador professor pertencente ao quadro de uma Instituição de Ensino Superior pública ou privada da Bahia.

Serão premiados os três projetos melhores classificados, conforme decisão da comissão julgadora, composta por integrantes da Escola Politécnica da Ufba, do Crea e da Mútua, do Instituto Politécnico, da Secretaria de Ciência e Tecnologia da Bahia, do Sebrae, de professores de instituições de ensino superior privados e públicos e de um jornalista da área de economia e negócios.

Cada equipe premiada, inclusive o professor orientador, receberá o troféu e medalha Arlindo Fragoso de Tecnologia e Inovação – Edição 2015. Os 10 projetos classificados para a seleção final receberão o Certificado de Atividades Acadêmicas Relevantes emitido pelo CreaJr-BA e o professor, o Certificado de Orientação. Além disso, as equipes com os melhores projetos poderão ganhar R$ 10 mil (primeiro colocado), R$ 5 mil (segundo colocado) e R$ 3 mil (terceiro colocado) além da publicação dos trabalhos em um livro comemorativo do Prêmio, que terá a tiragem de mil exemplares e serão distribuídos entre as entidades e empresas parceiras.

História

Natural de Santo Amaro, Arlindo Fragoso (1865-1926) acumula em sua trajetória experiências nas áreas de engenharia, política, gestão pública e produção literária. Engenheiro formado pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro, foi o gestor do sonho de criar na Bahia uma instituição que formasse os profissionais necessários ao desenvolvimento do estado e do país. Comprometido com este ideal, entre os seus legados, está a fundação da Escola Polythecnica da Bahia, atual Escola Politécnica da Ufba, e do Instituto Politécnico da Bahia

Entusiasta do trabalho de produção literária, Arlindo foi também responsável pela fundação da Academia de Letras da Bahia, adotando o modelo da Academia Francesa, com 40 cadeiras numeradas e seus respectivos patronos. Como escritor, publicou O Espírito dos Outros eNotas Econômicas e Financeiras. O primeiro é uma compilação de 250 crônicas escritas com humor para o extinto Jornal de Notícias. O segundo é resultado de sua incursão no campo da economia e das finanças, demonstrando sua versatilidade.

Na carreira política, foi secretário estadual do governo Rodrigues Lima, época em que foi responsável pela criação da Secretaria da Agricultura, Viação, Indústria e Obras Públicas. Trabalhou no Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas nos mandatos do presidente Afonso Pena e, posteriormente no de Nilo Peçanha. Foi também primeiro-secretário do primeiro governo de JJ Seabra.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br