Obra de Centro Tecnológico de Pescado está em fase de conclusão em Santo Amaro

Instalações do Centro Tecnológico de Pescado em Santo Amaro.

Instalações do Centro Tecnológico de Pescado em Santo Amaro.

Secretário Bruno Dauster visita Instalações do Centro Tecnológico de Pescado em Santo Amaro.

Secretário Bruno Dauster visita Instalações do Centro Tecnológico de Pescado em Santo Amaro.

O Governo da Bahia, através da Bahia Pesca, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, está implantando em Acupe, distrito do município de Santo Amaro, na região do Recôncavo, um Centro Vocacional Tecnológico Territorial com ênfase em Tecnologia do Pescado (CVTT).  Nesta segunda-feira, 15, o secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, visitou o local, que já está em fase de finalização das obras, para avaliar os últimos ajustes técnicos.

O CVTT foi pensado para atender ao segmento pesqueiro e aquícola, em especial à produção familiar, ofertando recursos instrumentais – teóricos e práticos, que viabilizam a capacitação de pescadores, aquicultores e técnicos. No local, funciona também outra unidade da Bahia Pesca, a Fazenda Oruabo: centro de produção de camarões e peixes marinhos, em operação há 30 anos.

O diretor presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira, destacou que a gestão do CVTT vai buscar parcerias com instituições de ensino para a realização dos cursos de capacitação. “O centro tem uma excelente estrutura, capaz de alojar alunos e professores durante as atividades. Já temos seis cursos previstos para serem iniciados assim que o espaço for inaugurado, pensando no nosso principal público-alvo: as marisqueiras e os pescadores. Mas também vamos ministrar cursos para a comunidade, como o de proteção aos manguezais – para as crianças – e um especialmente voltado para pescadores que estejam cursando o ensino fundamental”, disse.

Para Bruno Dauster, o projeto vai melhorar o nível de profissionalização dos trabalhadores da área de pesca da comunidade. “O CVTT vai capacitar tecnicamente os pescadores, fazendo com que eles melhorem as suas atividades, tanto na pesca em si como na preparação dos produtos para a comercialização. Isso gera uma série de outros benefícios, como formação de mão de obra para pesca e aquicultura, segurança alimentar e sustentabilidade dos recursos pesqueiros, além de trabalho e renda para as famílias locais. As atividades de formação básica para as comunidades, também previstas no centro, vão fomentar uma importante conscientização da população com relação à preservação do meio ambiente”.

A previsão é que o centro vocacional seja inaugurado em agosto deste ano.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br