Motoristas aprovam ‘Operação São João’ nas estradas baianas

Operação São João nas estradas baianas.

Operação São João nas estradas baianas.

Com o fortalecimento das festas juninas no interior baiano e o aumento da frota de veículos no estado, o fluxo em algumas estradas baianas nesta época do ano chega a ser 50% maior. Para prevenir acidentes nas rodovias, a Polícia Militar da Bahia e as polícias rodoviárias Estadual e Federal prepararam a Operação São João, que prossegue até o 2 de Julho, data comemorativa da Independência da Bahia. A segurança nos municípios do interior, onde grandes artistas atraem milhares de turistas, também está reforçada pela PMBA.

Segundo o coronel Paulo Uzêda, da Polícia Militar, a instituição tem o dever legal de atuar nas estradas estaduais, por meio do batalhão e das companhias independentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), que trabalham de forma integrada e complementar. “Durante este período, são cerca de 500 homens especificamente para trânsito, fazendo um trabalho educativo, preventivo e também repressivo, quando necessário”. Segundo ele, o resultado prático proporcionado é principalmente a preservação de vidas. “Nas estradas, nós trabalhamos para evitar que o acidente aconteça, e nas cidades, garantimos que a população tenha a segurança necessária no seu ir e vir e que a paz seja o elemento maior de todos”.

O tenente Charles, da PRE, informa quais são as estradas estaduais mais perigosas e destaca as que dão acesso aos municípios do Recôncavo, como rodovias onde os motoristas devem ter mais atenção. Segundo ele, “é preciso cuidado principalmente nos trechos da BA-001 (entre Bom Despacho, Nazaré e Porto Seguro), na BA-026 (Amargosa, Itanhaçu, Mutuípe e Anagé), na BA-084 (Conceição do Jacuípe, na BA-093 (Simões Filho, Dias D’Ávila, Camaçari), na BA-210, (Juazeiro e Curaçá), na BA-262 (Ibicuí, Vitória da Conquista e Anagé), além da BA-522 (Candeias – São Francisco do Conde).

Rodovias federais

A inspetora Mércia Oliveira, da Polícia Rodoviária Federal, diz que a parceria com a Polícia Militar é fundamental. “Nós temos uma malha federal muito grande no estado. O aumento do número de ocorrência se dá exatamente nos locais onde há maior fluxo, especialmente a BR-101, por ser muito sinuosa. A BR-116 também tem um fluxo maior de veículos pesados. A BR-324, que tem cerca de 50 mil veículos transitando diariamente, nessa época tem um aumento de até 50% nos dias de maior deslocamento de saída ou de retorno. Outro trecho perigoso é a BR-242, entre Itaberaba e Lençóis. É preciso muito cuidado e atenção”.

Oliveira destaca ainda que o motorista deve procurar observar a sinalização, redobrar a atenção nos trechos de perímetro urbano, não utilizar nenhuma substância psicoestimulante, incluída aí a bebida alcoólica, e fazer um bom projeto de viagem, com revisão do veículo e previsão de paradas, em caso de necessidade. No caso de ser parado, deve ter a consciência de que o trabalho em realização é importante e atender às solicitações do policial.

O inspetor Hamilton Gomes, da PRF, explica quais são os itens verificados em uma fiscalização. “Nós olhamos se o motorista está com toda a documentação em dia e se possui todos os itens obrigatórios – cinto de segurança, extintor de incêndio, pneu de socorro, chave de roda – porque, em um percurso longo, ele pode precisar”.

Segurança nos locais de festas

De acordo com o Coronel Uzêda, a PM faz com que a segurança chegue não somente às estradas baianas, mas a todos os locais onde há festividades de São João. “Para isso, nós temos 20.731 postos de serviço, além do policiamento ordinário. O objetivo é dar ao cidadão segurança durante os festejos, promover a tranqüilidade e também prestar socorro quando necessário. Aqui em Salvador, o transporte público para o Pelourinho será efetivado até às 4h da manhã. Além disso, há os táxis e transporte alternativo. Nosso slogan hoje é polícia e comunidade na corrente do bem. Essa é a nossa filosofia – fazer a segurança e levar o bem para as pessoas”.

No Centro Histórico de Salvador, onde acontece o São João no Pelô 2015, serão empregados 850 policiais militares distribuídos em patrulhas, postos elevados de observação, postos de abordagens (com uso de detectores de metal), barreiras de trânsito nos principais acessos ao evento e com a utilização de viaturas (carros e motos).

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br