José Graziano da Silva reeleito para diretor-geral da FAO com recorde de votos

José Graziano da Silva e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. José Graziano foi reeleito como diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Ele obteve um total de 177 dos 182 votos expressos, considerado o maior número da história da agência da ONU.

José Graziano da Silva e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. José Graziano foi reeleito como diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Ele obteve um total de 177 dos 182 votos expressos, considerado o maior número da história da agência da ONU.

O brasileiro José Graziano da Silva foi reeleito no sábado (06/06/2015) para um segundo mandato como diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO. Ele obteve 177 votos dos 182 possíveis na eleição deste sábado em Roma. Após a eleição, Graziano apresentou discurso em que destaca compromisso de acabar com a fome no mundo.

Único Candidato

Ao agradecer aos chefes de Estado e de governo, aos ministros e aos embaixadores presentes na plenária, em Roma, Graziano da Silva disse que já estava satisfeito por ser o único candidato desde janeiro.

Mas declarou que receber o número de votos que obteve não era esperado. Para ele, trata-se de um forte apoio a nível pessoal e para a FAO.

No evento, Graziano da Silva reafirmou o seu compromisso de acabar com a fome e a desnutrição em nome da agência.

FAO Proeminente

O representante disse haver espaço para melhorias e assegurou que vai continuar a trabalhar para isso, e para que a agência seja mais presente nos países e proeminente a nível global.

Graziano da Silva foi nomeado pelo Brasil. O novo mandato entra em vigor em 31 de julho e termina em julho de 2019.

A escolha decorreu no primeiro dia da Conferência bienal de governos da FAO, que se estende até ao próximo sábado.

Erradicar Fome

A FAO disse que desde que Graziano da Silva assumiu o posto, em 2012, o foco do trabalho da agência esteve em cinco objetivos estratégicos com prioridade à erradicação total da fome e da desnutrição.

A agência declara que Graziano reforçou as capacidades institucionais na sede da agência e no terreno, fez economias significativas através da racionalização dos procedimentos administrativos.

A outra aposta do diretor-geral foi o reforço da cooperação com os parceiros externos e o impulso do fortalecimento da Cooperação Sul-Sul.

Cargo Máximo

Foi em 2006 que Graziano da Silva entrou para a FAO como chefe do Escritório Regional para América Latina e Caribe. A sua primeira eleição ao cargo máximo na agência ocorreu em junho de 2011.

A conceção e execução do programa “Fome Zero” no Brasil está entre os mais destacados feitos de Graziano da Silva, o oitavo diretor-geral da FAO desde que foi fundada em 1945.

*Com informação da Radio ONU

Outras publicações

Correios podem contribuir para inclusão financeira Experiência brasileira no assunto será discutida em um workshop de dois dias na sede da União Postal Universal, UPU, em Berna, na Suíça. Brasil, Rúss...
ONU: Internet terá 2 bilhões de usuários até o fim do ano Total de usuários, de internet, dobrou nos últimos meses. Previsão é da União Internacional de Telecomunicações, UIT; segundo agência da ONU, mais d...
Crianças na Líbia podem estar participando de conflito Representante da ONU recebeu relatos, não-confirmados, de que menores estariam sendo recrutados como combatentes; Unicef informou que crianças de até ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br