Bahia recebe a primeira fábrica da América Latina da Lapp Group

Fábrica da América Latina da Lapp Group.

Fábrica da América Latina da Lapp Group.

Há três meses em operação na Bahia, a fábrica da multinacional alemã Lapp Group já está processando 200 toneladas de cobre por mês. A líder mundial em condutores elétricos foi implantada, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e investiu R$ 50 milhões na primeira unidade do grupo na América Latina. Quando estiver em pleno funcionamento vai gerar 180 empregos diretos e processar 1.200 toneladas de cobre por mês.

A Lapp está no mercado brasileiro há mais de dez anos, distribuindo produtos importados por meio da central instalada na cidade de Osasco (SP). Entretanto as operações industriais no Brasil só tiveram início em outubro de 2013, com uma linha reduzida de produtos, em Lauro de Freitas (BA), e logo após com a implantação da empresa em Camaçari, que iniciou as operações em abril deste ano.

O empreendimento foi instalado numa área superior a 30 mil metros quadrados, localizada na Via Parafuso. A área construída total é de dez mil metros quadrados. A primeira fase do processo produtivo ocupa atualmente mais da metade deste espaço e, em breve, tomará o restante do prédio, produzindo em larga escala, informa o gerente industrial da Lapp Group, Edson Oliveira. “A empresa tem capacidade instalada para processar 1.500 toneladas de produto acabado. Elaboramos condutores elétricos de cobre em baixa tensão para os mais diversos tipos de aplicação”.

Longo prazo

Nesta primeira etapa, a Lapp irá atender todo o mercado brasileiro, porém com a consolidação da fábrica serão realizadas exportações para toda a América Latina. “Nós estamos investindo no Brasil para um projeto de longo prazo. Nosso capital não é especulativo. Vamos gerar empregos e bons negócios nos próximos anos”, afirma Edson Oliveira.

O gerente industrial explica que a principal razão da escolha da Bahia é o mercado consumidor nordestino, que está em plena expansão e desenvolvimento. Ele destaca a importância estratégica e logística do estado como porta de entrada para as regiões Nordeste e Norte, além de manter proximidade com as regiões Sul e Sudeste.

“A Bahia está no meio do caminho. Foi o local onde encontramos boa condição para instalação logística da empresa. Além disso, estarmos localizados numa área densamente industrializada. O Polo Industrial de Camaçari demonstra uma vocação do estado para a atração de investimentos de capital produtivo. A mão de obra encontrada aqui é qualificada, o que facilitou a implantação da empresa”, disse Oliveira.

Empresa familiar

A Lapp é uma empresa familiar, fundada em 1957 por Oskar Lapp com a invenção do Ölflex, o primeiro cabo flexível de controle produzido industrialmente no mundo. Atualmente a produção do grupo abrange cabos e fios de alta flexibilidade, plugues industriais e conectores de rosca, soluções de manufatura customizada, tecnologia da automação e acessórios técnicos. Os cabos são utilizados até em robótica, informa Edson Oliveira. Os principais mercados incluem as construtoras de máquinas e equipamentos além dos fabricantes de aparelhos e dispositivos.

No Brasil, o grupo tem um importante centro de distribuição em Osasco, na Grande São Paulo, implantado desde o ano de 2002. As instalações comerciais atuais, que empregam 29 pessoas, incluem um depósito de 1.500 metros quadrados. Somente em 2012 a empresa registrou faturamento de R$ 20 milhões. Com a fábrica na Bahia, a Lapp planeja expandir ainda mais os negócios na América do Sul, tendo como porta de saída o Brasil, uma importante base de investimentos.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]