Bahia: MPT inicia mediação entre médicos e Saúde Bradesco

Foi realizada na tarde desta quarta-feira (16/07/2014) na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Salvador a primeira reunião de mediação do impasse entre médicos e a operadora Saúde Bradesco. Os profissionais suspenderam o atendimento aos segurados do plano em todo o estado desde o dia 25 de junho, reivindicando o reajuste da tabala de remuneração dos procedimentos médicos. No primeiro encontro, não houve discussão de propostas, mas o MPT sugeriu que o representante do Bradesco com a direção da empresa a possibilidade de negociar pontos da pauta de reivindicações dos profissionais.

A mediação está sendo conduzida pelo procurador do trabalho Pedro Lino de Carvalho Júnior, que propôs ao Bradesco iniciar debates sobre pontos apresentados pelos médicos, tais como valores pagos por consultas, laudos e demais procedimentos, que segundo a categoria estão defasados. Outras operadoras, como Sul América e Unimed fecharam acordos este ano com os médicos, reajustando suas tabelas. A mediação no âmbito do MPT está acontecendo em razão da recente emenda constitucional 45, que trata a relação entre médicos e operadoras de saúde como uma relação de trabalho, embora não haja vínculo empregatício.

O sindicato avalia a possibilidade de ajuizamento de uma ação judicial para debater a questão. Para o procurador, no entanto, o caminho do entendimento é mais viável para todos. “Se nos próximos dias tivermos uma sinalização por parte do Bradesco de que é possível conversar sobre os valores pagos, poderemos chegar a um acordo que vai beneficiar tanto os segurados, quanto a empresa e os médicos, já que todos perdem com a paralisação e com o prolongamento desse impasse”, avaliou Pedro Lino de Carvalho Júnior.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]