Coração de Maria comemora 68 anos de emancipação política. Deputada Graça Pimenta registra Moção de Aplauso

O município de Coração de Maria seus habitantes comemoram os 68 anos de emancipação política da cidade.  (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

O município de Coração de Maria seus habitantes comemoram os 68 anos de emancipação política da cidade. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

O município de Coração de Maria está mais alegre nesta sexta-feira (01/06/2012). Seus habitantes comemoram os 68 anos de emancipação política da cidade. Para celebrar a data, a deputada estadual Graça Pimenta (PR) apresentou Moção de Aplauso nº 14.250/2012 na Assembleia Legislativa (AL). O documento foi inserido na ata dos trabalhos da Casa.

“Nesta data festiva quero aplaudir o município de Coração de Maria e a população mariense pelo aniversário de emancipação política e desejar-lhes cada vez mais força para enfrentar as adversidades”, declara a parlamentar.

Banhado pelo rio Pojuca, o território onde está instalado o município de Coração de Maria pertencia às cidades de Santo Amaro da Purificação e Irará. A área começou a ser povoada em meados do século XIX, quando João Mota, Nacriono Ferreira e Antônio Daltro construíram a capela do Santíssimo Coração de Maria.

Consolidando a fé cristã no lugarejo, o missionário jesuíta Paulo deu início à construção da igreja matriz local em 1848. No ano de 1853 a localidade foi elevada ao nível de freguesia. O desmembramento de Santo Amaro da Purificação ocorreu em 1891 e em seguida o território foi elevado à categoria de vila com o nome da capela local.

No ano de 1892, a denominação da localidade passou a ser apenas Coração de Maria. Por volta de 1940, os marienses sofreram ao ver o seu município ser extinto e anexado como distrito de Irará. Em 1944 o então distrito reconquistou sua autonomia e voltou a ser município. Os distritos de Itacava e Retiro compõem o território mariense.

A economia do município tem a agricultura, com destaque para o cultivo da mandioca, e a pecuária como componentes. Os festejos juninos são marca da cultura local. Graça Pimenta solicitou que a Moção de Aplauso chegasse ao conhecimento da Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores e das lideranças políticas do município.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).