Jornal Grande Bahia | Redação | Publicado em 27/03/2012
SMS acompanha beneficiários do Bolsa Família em Feira de Santana. Confira as notícias da PMFS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através das Unidades de Saúde da Família (USF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS), já deu início ao acompanhamento das famílias beneficiadas pelo Bolsa Família, cumprindo o prazo da primeira vigência do programa. Em 2011, o município de Feira de Santana alcançou a meta de 70% pactuada junto ao Ministério da Saúde, no desenvolvimento das ações realizadas pelas unidades.

O Bolsa Família prevê que o setor saúde é responsável em acompanhar crianças menores de sete anos e gestantes. Portanto, cabe à SMS oferecer, através da Atenção Básica, ações de pré-natal, vacinação, além do monitoramento do crescimento e desenvolvimento das crianças. Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) participam deste processo realizando a pesagem e a medição das crianças e, ainda, alertando os pais sobre a necessidade de manter atualizado o cartão vacinal.

A coordenadora de Nutrição da SMS, Kátia Simões, observa que embora as unidades de saúde e agentes comunitários estejam intensificando as ações de acompanhamento, as famílias beneficiadas devem estar atentas ao cumprimento desta condicionalidade. “Muitas famílias deixam de ser devidamente acompanhadas porque passam a morar em outros endereços. É importante que os pais compreendam que informações referentes a peso, altura e vacinação são essenciais para manutenção do benefício. As famílias que não receberam a visita do agente comunitário devem procurar uma das unidades de saúde”, recomenda.

Ainda de acordo com Kátia Simões, as unidades estão adotando estratégias específicas para atrair as famílias que ainda não foram acompanhadas. “As equipes estão realizando a busca ativa, divulgando através de cartazes e carros de som a necessidade desse acompanhamento. Todos esses mecanismos são válidos, uma vez que impede que as famílias fiquem vulneráveis. As ações de promoção à saúde são muito mais importantes que o benefício em si, já que através delas podem se identificar anormalidades na saúde das crianças e gestantes”, considera.

Matrículas do PROJOVEM Urbano até dia 30 de abril

Estão abertas até o dia 30 de abril as matrículas para o PROJOVEM Urbano, programa oferecido em cinco escolas da Rede Municipal de Ensino para jovens de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental. Para fazer a matrícula, basta se dirigir a uma das escolas portando documentos pessoais.

Numa parceria entre o Ministério da Educação e a Secretaria Municipal de Educação, o PROJOVEM Urbano é oferecido nas escolas: Rubens Carvalho (situada no bairro Pampalona), Estér Santana (Mangabeira), Ana Maria Alves dos Santos (Feira X), Valdemira Alves de Brito (Sítio Matias) e Chico Mendes (Campo Limpo).

Tanto os jovens que abandonaram a escola em alguma etapa quanto aqueles que nunca estudaram podem se matricular, conforme explica o secretário municipal de Educação, José Raimundo Pereira de Azevedo.

A proposta do programa é justamente promover a inclusão dos jovens que deixaram a escola e não puderam concluir o ensino fundamental. Sua metodologia é desenvolvida a partir da integração do currículo escolar em dois eixos principais: a Participação Cidadão, que prevê a integração do jovem em sua comunidade como líder social; e a Qualificação Profissional, a partir da qual os jovens têm a oportunidade de se inserir no mercado de trabalho.

As aulas vão ser iniciadas no dia 7 de maio e são oferecidas de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h, nas cinco escolas. Os alunos que registrarem 75% da frequência em sala de aula e das atividades recebem ainda a bolsa-auxílio no valor de R$ 100,00 por mês.

Este ano, uma novidade beneficia sobretudo as jovens que já são mães e não têm com quem deixar seus filhos enquanto estão na sala de aula. As crianças de zero a oito anos serão acolhidas nas próprias escolas por monitores, em uma sala devidamente estruturada para essa assistência.

O PROJOVEM foi oferecido anteriormente em Feira de Santana entre os anos de 2009 e 2010, quando dois mil jovens concluíram o ensino fundamental.

Recuperação de mais uma Praça no Feira X

Os moradores da Rua B, no conjunto Feira X, receberão em breve uma praça totalmente recuperada pelo Governo Municipal, através da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP). O equipamento começou a receber as primeiras intervenções na manhã desta terça-feira (27), durante a execução do Mutirão de Limpeza Pública.

Com a revitalização do espaço, a comunidade vai usufruir de um novo parque infantil que será construído com madeiras de eucalipto, nova pintura e revestimento, recuperação dos bancos, paisagismo moderno e diversas outras melhorias.

Antonio Jesus do Amaral é morador do conjunto há mais de 30 anos e diz que esperava esta intervenção do Município há muito tempo. “Para nós é motivo de muita alegria, pois agora teremos um local para levar nossos filhos e bater um papo com os amigos”, conta.

O presidente da Associação de Moradores do conjunto, Isaias dos Santos, conta que aguardava com grandes expectativas a recuperação da praça. “A solicitação da reforma da praça é antiga. Os moradores nem acreditavam mais que isso pudesse ser concretizado”, afirma.

Segundo a moradora do conjunto há mais de 20 anos, Lindaura Bispo de Aguiar, o Mutirão de Limpeza tem feito grande diferença nos bairros que já foram contemplados. “Estou muito feliz com a reforma. A praça estava abandonada e muito suja. Todos os moradores precisam zelar do local para que permaneça sempre bonito”, destaca.

O anúncio da recuperação da praça foi anunciada pelo Prefeito Tarcízio Pimenta durante a entrega e inauguração da Praça Dona Flor, localizada na rua F, situada também no Feira X. Para o secretário de Serviços Públicos, Alexandre Monteiro, este é um governo que mantém compromisso com a comunidade.

“Há um espaço na praça que não está sendo utilizado, mas vamos ouvir os moradores e definir de que forma o local pode ser reaproveitado”, assegura.  O Mutirão de Limpeza Pública contempla nesta semana o conjunto Feira X e o bairro Conceição, que teve os trabalhos iniciados na Rua Calamar.

Feira de Adoção de Animais atrai grande público

Dez cães e gatos que eram tratados no Centro de Controle de Zoonoses ganharam um novo lar desde o último domingo (25/03/2012). Os animais domésticos foram adotados por diferentes famílias durante a Feira de Adoção de Animais, realizada no Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho.

A iniciativa é uma parceria entre a Associação Protetora dos Animais (APA), Centro de Zoonoses e Parque da Cidade. Segundo o diretor do equipamento, Ricardo Brandão, a feira de adoção visa reduzir o número de animais acolhidos no Centro, provenientes de maus tratos nas ruas.

“Tivemos um público de aproximadamente 200 pessoas na feira, entre adultos e crianças. No dia 15 vamos realizar este trabalho mais uma vez, no Parque da Lagoa Radialista Erivaldo Cerqueira, das 10h às 14 horas”, informa o diretor do parque. A mesma feira já foi realizada na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e em alguns bairros da cidade.

Para adotar um dos animais só é necessário apresentar Carteira de Identidade, comprovante de residência e passar por entrevista. Após a adoção, o Centro de Zoonoses faz um acompanhamento nas residências. Todos os animais são vacinados e tratados.

A diretora do centro, Mirza Carvalho, ressalta que os animais também podem ser adotados na sede do Centro de Zoonoses, situada na Avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno), s/nº, bairro Jussara. O órgão funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 12h30. Mais informações através do telefone (75) 3614 3613 ou 3223 5655.

Rua Tô Fora registra aumento na demanda

Após ser transferido para a nova sede, situada no bairro Santa Mônica, o Programa Rua Tô Fora registrou um aumento acima de 100% na demanda. Quando funcionava na Praça do Vaqueiro, a média era de nove pessoas assistidas, mas hoje o projeto já chegou a atender até 21 pessoas entre bebês, crianças, adolescentes e adultos.

Somente na segunda-feira (22/03/2012), quando a nova sede foi inaugurada, o Rua Tô Fora recebeu mais cinco crianças. Depois disso, estes menores saíram e mais três foram acolhidos pelo programa. As crianças e adultos assistidos encontram-se em situação de vulnerabilidade social ou em passagem pelo município.

Hoje, eles dispõem de um ambiente muito mais confortável e amplo. Segundo a coordenadora do programa, Aline Magalhães, a estrutura está bem melhor. “Hoje está maravilhoso porque temos um espaço maior para as crianças estarem brincando e participando de atividades, até mesmo a horta, onde eles têm a oportunidade de cuidar do solo”, disse a coordenadora.

Ela acrescenta que as mães e bebês, por sua vez, são de outros municípios e estão aguardando apenas a liberação da passagem. “Uma delas vai para Bom Jesus da Lapa nesta terça-feira (27/03/2012) e a outra tem transtorno mental e foi estuprada. Ela gerou uma criança e está esperando ordem judicial”, comenta.

Nesta terça-feira, informa a coordenadora, o Rua Tô Fora está assistindo 20 pessoas, sendo 14 crianças e adolescentes, três bebês e três mães. A nova sede está localizada na Rua Rio Tocantins, 374, e possui quarto feminino e masculino, berçário, sala de TV, brinquedoteca, refeitório e horta.

Na sede do programa os menores recebem assistência psicológica, realizam trabalhos pedagógicos e são acompanhados por psicólogo e assistente social. O Rua Tô Fora foi implantado em Feira de Santana há oito anos.