Na Câmara federal, Emiliano José defende direito à cidade

O deputado federal Emiliano José foi a tribuna da Câmara nesta terça-feira (07/02/2012), para falar sobre a atual situação da cidade de Salvador. Segundo o parlamentar, toda a população da capital vive angustiada com a agressão continuada de que a cidade vem sendo vítima. “Essa agressão, que atinge o seu povo, sua paisagem, sua cultura, é decorrente de uma administração que não consegue mais esconder o fato de ter entregado a Cidade da Bahia aos interesses exclusivos dos negócios privados, contrariando de modo ostensivo o interesse público”, ressalta o parlamentar.

Emiliano disse que, embora a iniciativa privada, inclusive o capital imobiliário, sejam partes importantes da vida da cidade, os negócios privados não podem ditar o ritmo e a natureza do desenvolvimento de qualquer comunidade, principalmente uma metrópole como Salvador, com uma população superior a 3 milhões de habitantes. Para o deputado, o ritmo e a natureza do desenvolvimento de uma cidade devem sempre ser balizados pelos interesses de seu povo, das maiorias, o que não vem acontecendo em Salvador, que vive atualmente um verdadeiro desatino.

Ainda para o parlamentar, a crescente privatização do Carnaval vai tirando de modo cada vez mais veloz o espaço dos foliões que não têm dinheiro. “A população mais pobre, a maioria da nossa gente, não cabe em camarotes e, sobretudo, e especialmente, não pode pagar por eles. Não é justo que o povo brinque espremido, no espaço exíguo deixado pelos blocos de trios e foliões protegidos por cordas, por cordeiros orientados a afastar a população, e estes mesmos, cordeiros, submetidos a uma espécie de semi-escravidão, como já fartamente denunciado”, afirmou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]