Maragojipe antecipa festa com Grito de Carnaval neste domingo (12)

Com mais de 100 anos de existência, a festa de Maragojipe guarda tradições ibéricas e afro-indígenas, com máscaras e fantasias europeias, e influências de matrizes africanas, se tornando Patrimônio Imaterial da Bahia em 2009 via decreto do Estado.

O carnaval de Maragojipe começa neste domingo, dia 12 (fevereiro, 2012), a partir das 15h, com o “Grito de Carnaval” que já antecipa os dias da festa que transcorrem ao mesmo tempo do período em Salvador, de 18 a 21 deste mês. Conhecida pelo uso de máscaras, caretas e fantasias que remetem à influência europeia do século XIX, e à música percussiva e comportamento do antigo ‘entrudo’ afro-brasileiro, a folia de Maragojipe se tornou, por esses e outros motivos, Patrimônio Imaterial, via decreto do Estado da Bahia em 2009.

Dentre as atrações que começam por volta das 15 horas deste domingo (12/02/2012) estão concurso de marchinhas, escolha do Rei Momo, Rainha e Princesa do carnaval, além dos foliões locais, e a apresentação especial do mestre-sala, porta-bandeira e passistas da escola de samba da Portela do Rio de Janeiro. A inclusão dos cariocas foi em função da homenagem que a Bahia receberá por três escolas de samba no Carnaval do Rio 2012.

Para encerrar a programação um show de Armandinho, Dodô & Osmar. A participação da Portela foi confirmada pela sua diretoria ao prefeito de Maragojipe, Silvio Ataliba, e ao secretário municipal de Turismo e Cultura, Luiz Carlos Brasileiro, quando estiveram na reinauguração da quadra da escola, no Rio de Janeiro, último final de semana (4 e 5).

A festa terá ainda transmissão ao vivo da TV Educativa, vinculada à Secretaria de Comunicação (Secom) do Estado. Além da participação do governo estadual via Secom, neste ano, o Carnaval de Maragojipe ganha aporte de recursos da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) que criou o programa ‘Outros Carnavais’ para manifestações carnavalescas tradicionais.

O apoio se dá através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), autarquia que também pesquisou e criou o dossiê do Carnaval de Maragojipe como patrimônio intangível baiano. Para difundir esse bem cultural o IPAC lançou um livro – disponível para download no sitewww.ipac.ba.gov.br – com fotos e artigos e um DVD-documentário sobre a festa maragojipana.

Neste carnaval que comemora o centenário de Jorge Amado, a Secult apóia ainda 20 projetos para o Carnaval Pipoca (Circuitos Dodô e Osmar – Barra/Ondina e Campo Grande), mais 53 artistas e bandas no Carnaval do Pelourinho, além do Carnaval Ouro Negro que tem afoxés e blocos afros. Somente através da Secult, o Governo do Estado investe R$ 7 milhões nas festas carnavalesca baianas.

Saiba +

Localizada cerca de 150 km de Salvador, Maragojipe encontra-se cercada de rios e manguezais – que correspondem a ¾ do município -, a maioria ainda intactos. Para se chegar, deve se acessar a BR-324, por 59 km, até o entroncamento da BA-026, depois até Santo Amaro. Segue-se para Cachoeira (BA-026) por mais 38 km, atravessando a ponte D. Pedro II e seguindo mais 23 km até Maragogipe. Ou então, pelo ferry-boat e passando pela mesma estrada.

Com clima ameno, tem 44 mil habitantes, culinária baseada em frutos do mar, como camarão, siri, lambreta, sururu, sarnambis e pratos exóticos como bobó de inhame, moqueca de carne seca com jiló e pirão de café com carne de fumeiro. Dentre os locais turísticos, Cachoeirinha e Paraguaçu, cachoeiras de Guimarães e Bule-bule. Com 15 pousadas e hotéis, e mais de 20 restaurantes e bares, o município tem como atender a demanda populacional do carnaval. Mais informações no site www.maragojipe.tur.br.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]