Greve na PM: Neto diz que oposição não quer radicalismo

O líder do Democratas na Câmara Federal, deputado ACM Neto, pediu hoje (06/02/2012) “equilíbrio de todos os lados envolvidos” na greve dos policiais militares da Bahia. “A situação está chegando a um nível de tensão muito alto e mais de cem pessoas já foram mortas em Salvador e região metropolitana depois que esse movimento grevista teve início. O momento agora é de calma e tranquilidade. Nenhum dos lados pode radicalizar para que vidas sejam poupadas. A Bahia precisa estar em primeiro lugar”, afirmou ACM Neto.

O deputado pediu que o governo baiano, o Exército e os grevistas atuem com “prudência” e “se esforcem ao extremo para resolver o impasse com diálogo e negociação”. “A população está sendo por demais penalizada e o medo, que já vivia no coração das pessoas por conta do crescimento da violência na cidade e no estado, está impedindo as pessoas de trabalharem, estudarem e se locomoverem”.

ACM Neto afirmou que a oposição “está torcendo para que o diálogo prevaleça e o movimento grevista tenha um fim o quanto antes”. “Como o PT fazia no passado e fez durante a greve da PM em 2001, nós não torcemos para que o pior aconteça. Queremos uma solução imediata para o problema e estamos dispostos a colaborar no que for possível para que a greve termine logo”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]