Graça Foster assume Petrobras com elogios e expectativa de gestão técnica

Como funcionário de carreira licencidado da Petrobras, o presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), Wagner Victer, disse hoje (13/01/2012) que a posse de Maria das Graças Foster na presidência da estatal valoriza o corpo técnico da companhia. Victer observou que a Petrobras não tinha um presidente considerado técnico desde o governo Itamar Franco. “O último foi Alfeu Valença, no governo Collor”, lembrou ele.

Vizinho de Foster na Ilha do Governador, bairro da zona norte do Rio onde ambos moram, Victer disse que a nova presidenta da Petrobras, apesar de passar uma imagem de mulher de personalidade forte, “é doce”. O único defeito é que ela “não é tricolor, é botafoguense”.

O diretor-geral do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ), Luiz Pinguelli Rosa, ex-presidente da Eletrobras, não crê em mudanças substanciais na gestão de Graça Foster. “É o mesmo governo”. Mas ele acredita que Foster será mais “exigente” na hora de cobrar resultados. Rosa só externou preocupação com a área de produção e exploração, cujo diretor, Guilherme Estrella, está se aposentando. “Ele teve um papel importante no uso da indústria nacional”.

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquin, comemorou a posse da nova presidenta da Petrobras. “Trabalhei com Graça [Foster]. E uma excelente gestora, de uma capacidade técnica enorme. Cada coisa que ela trata, ela estuda a fundo”.

O representante dos armadores brasileiros também elogiou a mudança no comando da maior estatal do país. “Acredito muito na Graça Foster. Foi com ela que reiniciamos, junto com a presidenta Dilma Roussef, a construção naval brasileira”, disse o presidente do Sindicato da Indústria Naval (Sinaval), Ariosvaldo Rocha, que também participou da solenidade de posse de Foster. Ele se lembrou da primeira reunião que teve com as duas, em fevereiro de 2003. “Foi com elas [Dilma e Graça] que nós provamos que era técnicamente viável construir navios no Brasil”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]