Diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil ajuda a salvar vidas

Esta semana é destacada pelo Dia Internacional do Combate ao Câncer Infantil. A data tem como objetivo ampliar o conhecimento da população sobre a doença e promover a conscientização e educação sobre a doença em toda a sociedade com o objetivo de evitar milhões de mortes ao redor do mundo.

O câncer ainda é a principal causa de mortalidade por doença na faixa de 5 a 19 anos no Brasil. Porém, desde que o diagnóstico seja feito precocemente, as chances de cura podem chegar a 85%, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Portanto a forma mais efetiva de curar o câncer em crianças e adolescentes é o diagnóstico precoce da doença. Saber encaminhar casos suspeitos corretamente contribui sensivelmente para o tratamento adequado, aumentando as chances de cura dos pequenos pacientes.

É por isso que, desde 2008, o Instituto Ronald McDonald desenvolve o Programa Diagnóstico Precoce, em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (INCA) e com a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE). O Programa tem por objetivo capacitar profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF), bem como os médicos do SUS que sejam referência para o atendimento de crianças e adolescentes. para suspeitar e encaminhar adequadamente casos de crianças e adolescentes com suspeita de câncer, reduzindo o tempo entre o surgimento da doença e início do tratamento.

A iniciativa contribui ainda para a estruturação da rede de atenção oncológica nas regiões onde é implementado, através de análise da situação local, articulação com o gestor do Sistema Único de Saúde e do estudo de casos reais levados para a sala de aula. O programa conta com o apoio da Confederação Nacional das Entidades de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC).

A realização do Programa Diagnóstico Precoce do Instituto Ronald McDonald é possível graças às doações arrecadadas pela Campanha dos Cofrinhos, que tem mobilizado cada dia mais clientes da rede de restaurantes McDonald’s a doarem o troco em prol da causa do câncer infantojuvenil, além do McDia Feliz e da parceria com a Icatu Seguros. Ao todo, cerca de R$ 2,5 milhões já foram destinados aos projetos de capacitação de profissionais de saúde por meio do Programa desde 2008.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).