Desde o início da greve da Polícia Militar ocorreram 59 mortes em Salvador e Região Metropolitana

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia confirmou mais dois homicídios neste sábado, elevando para 59 o número de mortes ocorridas desde o início da greve da Polícia Militar, na terça-feira. O policial civil João Carvalho Filho, de 32 anos, estava sacando dinheiro em um caixa eletrônico instalado no estacionamento de um supermercado na Avenida ACM (Salvador), quando foi alvejado por ladrões. Os bandidos levaram a sua arma e fugiram.

Confira os números do boletim da Central de Polícia:

Terça-feria (31)
3 homicídios
2 tentativas de homícidos

Quarta-feira (01)
7 homicídios
4 tentativas de homícidos

Quinta-feira (02)
14 homicídios
9 tentativas de homícidos

Sexta-feira (03)
32 homicídios
16 tentativas de homícidos

Sábado (04)
2 homicídios
4 tentativas de homícidos

Conheça alguns casos

Policial civil morto

A morte de um policial civil neste sábado foi um dos casos que mais chamou a atenção da população durante este período de greve parcial. João Carvalho Filho, 48 anos, foi morto com cerca de 15 tiros na região do tórax próximo ao Hiper Posto, no bairro do Itaigara. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o policial levou a mulher ao médico e aguardava o retorno dela, dentro do carro do casal, quando foi abordado pelos bandidos. A polícia não informou se o policial reagiu ou se foi morto após os bandidos descobrirem que ele era policial.

Os criminosos também roubaram a pistola do policial antes de fugirem do local do crime. O policial foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar para o Hospital Geral do Estado (HGE). De acordo com o posto policial do HGE, o policial não resistiu aos ferimentos e morreu depois de dar entrada na unidade médica.

Adolescente morta em troca de tiros

Uma adolescente de 14 anos que foi baleada no Vale das Pedrinhas na noite desta quinta-feira (2) morreu nesta sexta-feira (3), ao dar entrada no Hospital Geral do Estado (HGE). Outras quatro pessoas foram atingidas na mesma situação.

Lavínia Toledo de Jesus foi atingida na cabeça quando um grupo de homens passou atirando pela rua contra o grupo. A garota estava em frente a uma casa conversando com as outras pessoas. De acordo com a polícia, alguns familiares dela já foram ouvidos. “A família dela estava arrasada. Ela tinha acabado de chegar da festa no Rio Vermelho”, diz.

Músico foi morto na porta de casa

O percussionista da banda Olodum, Denilton Souza Cerqueira, de 34 anos, foi morto a tiros na porta de casa durante a madrugada desta sexta-feira (3). Dois homens armados a bordo de uma motocicleta abordaram a vítima na porta da casa dele, localizada no bairro da Mata Escura. A dupla tentou assaltar o percussionista, que foi baleado pelos motociclistas na cabeça e nas costas. De acordo com uma amiga da vítima, Denilton chegou a ser socorrido para o Hospital Roberto Santos por familiares, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 2h.

*Com informação : jornal Correio

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]