Ariano Suassuna grava documentário no Parque de Canudos

“Ariano conta o Nordeste”, da TV Sesc, será exibido em TVs educativas do país.

Autor de obras memoráveis como O Auto da Compadecida e A Pedra do Reino, o escritor, dramaturgo e professor Ariano Suassuna, 84, gravou cenas no Parque Estadual de Canudos para um documentário da TV Sesc.

Acompanhado por uma equipe de filmagem de 30 profissionais, Suassuna gravou também uma aula-espetáculo no Memorial Antônio Conselheiro, assistido por um público formado por representantes de movimentos sociais, professores da rede pública e autoridades da região.

O documentário comporá uma séria televisiva intitulada Ariano conta o Nordeste, incluindo gravações com o romancista paraibano no Ceará e Pernambuco. A direção é de Rosemberg Cariry (Corisco & Dadá) e tem direção musical e artística de Wagner Campos (Vicente Celestino, a voz orgulho do Brasil).

A TV Sesc planeja exibir a série em TVs educativas no Brasil, além dos canais próprios da emissora. O objetivo do trabalho é revelar que a cultura está cada vez mais viva no Nordeste e deve ser conhecida por todos.

“Encantado com o que viu no parque”

Enquanto esteve em Canudos, Ariano Suassuna e equipe foram recepcionados pelo professor Luiz Paulo Neiva, pró-reitor de Planejamento (Proplan) da UNEB.

“Foi uma grande alegria receber o mestre Suassuna. Ele ficou encantado com o que viu no Parque de Canudos, com a preservação do sítio histórico da guerra, com o nosso museu arqueológico e também com o Memorial Antônio Conselheiro”, contou Luiz Paulo.

Segundo o pró-reitor, o dramaturgo gravou nos principais sítios histórico-arqueológicos do parque, em especial no Alto da Favela e na Fazenda Velha.

Em sua aula-espetáculo, o escritor destacou a importância do legado de Canudos para o cultura e história brasileira, agradecendo o apoio da UNEB e parabenizando a universidade pelo trabalho de conservação e revitalização desses dois equipamentos.

Equipamentos pertencentes à UNEB, o parque e o memorial ganharam investimentos da administração da universidade da ordem de R$ 2 milhões nos últimos anos, o que permitiu obras de reformas e requalificação locais.

“Hoje os dois equipamentos dispõem de um orçamento anual de R$ 100 mil, para manutenção das instalações e pagamento de profissionais. Por conta desse trabalho, temos recebido equipes de televisão e da imprensa nacional para gravação de programas e reportagens, a exemplo das redes Globo, Record e TV Brasil, o que leva o nome da nossa universidade em todo o país e exterior”, disse Luiz Paulo, que também coordena o Projeto Canudos.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]